Visto Sistemas Paulo Henrique Velascos 2União das companhias cria a Visto Sistemas, que atuará no segmento de softwares de gestão para cadeia da saúde.

A nova empresa passa a contar com um comitê gestor composto por quatro diretorias executivas, ocupadas pelos sócios das empresas anteriores.

O mercado de softwares de gestão para a cadeia de fornecimento no segmento da saúde ganhou no último dia 26 de julho, um novo player: a Visto Sistemas. Trata-se da fusão das empresas catarinense Callisto e da paulista VM System. Juntas, elas se uniram para consolidar suas participações no mercado de fornecedores de produtos e serviços.

A Visto Sistemas chega ao mercado com uma carteira de 600 clientes, 130 colaboradores nas unidades de Florianópolis (SC) e Campinas (SP) e, segundo a própria companhia, um faturamento estimado em R$ 15 milhões, para este ano. 

A nova empresa passa a contar com um comitê gestor composto por quatro diretorias executivas, ocupadas pelos sócios das empresas anteriores – a Callisto, fundada em 1996 na capital catarinense; e VM System, criada em 1991 em Campinas (SP). 

Daniel Leipnitz estará à frente da diretoria Corporativa e de Relações Humanas, tendo seu ex-sócio na Callisto, Wagner Kestering, como diretor de Produto e Desenvolvimento. Paulo Henrique Fuscaldo Velasco assume a diretoria de Marketing, Relacionamento e Canais. Manoel Benone Alves da Silva comanda a diretoria de Operações e Sucesso de Cliente. 

Segundo os diretores, este modelo proporciona integração, sinergia e respeito à cultura e legado dos colaboradores e clientes das empresas que deram origem à nova companhia.

A Visto Sistemas atuará na oferta de softwares de gestão empresarial para a cadeia de empresas que fornecem para o segmento da saúde. São distribuidores, fabricantes, importadores e prestadores de serviços que, além de demandarem sistemas para gestão dos seus negócios, precisam de uma solução que atenda especificidades e legislações do segmento, determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). São obrigações que exigem o cadastro de informações sobre armazenamento de produtos, rastreabilidade, logística, entre outros.

“Pretendemos consolidar o mercado de softwares de gestão para a cadeia de fornecimento da Saúde e expandir nossa atuação justamente neste universo de clientes que não utiliza soluções específicas que suportem a gestão e proporcionem segurança no atendimento da legislação”, diz o diretor Corporativo e de Relações Humanas da nova companhia, Daniel Leipnitz.

A expansão da nova companhia se dará, segundo o diretor de Marketing, Relacionamento e Canais, Paulo Velasco (foto), pela união dos esforços comerciais das duas empresas. Outro ponto, revelado pelo executivo é que as soluções para apoiar prestadores de serviço desta cadeia de fornecimento e novos sistemas – para levar informações e permitir a rastreabilidade de itens dentro dos centros cirúrgicos – também está no planejamento da Visto, para os próximos meses.

Interessa bater a meta de vendas e negócios em 2016? Clique aqui!

Nos sistemas em que as duas empresas já ofertam para o mercado foram registrados, acompanhados e rastreados, somente no ano passado, cerca de 100 milhões de materiais – instrumentos, materiais cirúrgicos, peças e equipamentos utilizados por clínicas, hospitais e estabelecimentos de saúde.

A estimativa da companhia é que pelo menos três milhões de cirurgias tenham sido acompanhadas pelos sistemas das empresas.

Além da cadeia de fornecimento da Saúde, ambas as empresas possuem clientes de seus ERPs em outros segmentos, que continuarão a serem assistidos pela nova companhia. Uma equipe de desenvolvimento específica irá garantir a evolução e o atendimento desta base de clientes.

Fonte: Redação

Faça como mais de 45 mil profissionais e assine a nossa newsletter!



  • Nenhum comentário encontrado

Deixar seu comentário

Postar comentário

0

Cadastre seu e-mail * e receba nossa newsletter

iX Tecnologia e Educação Ltda. Todos os direitos reservados. Powered by por Oibê.