Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Itaú migra legado de mainframe para a nuvem da AWS

Postado por Redação em 30/11/2020 em Mercado

O projeto inclui tecnologias de analytics, machine learning, serverless, contêineres, banco de dados gerenciado, processamento, armazenamento e segurança

O projeto também inclui as principais plataformas bancárias, soluções de call center, aplicativos bancários on-line e móveis para a nuvem

Nesta segunda feira, a Amazon Web Services anunciou que estabeleceu um acordo com o banco Itaú Unibanco, para ser provedor de serviços de computação em nuvem, em um contrato de dez anos. Os valores relacionados a essa negociação não foram revelados.

Com 56 milhões de clientes, o Itaú Unibanco vai migrar grande parte de sua infraestrutura de TI dos mainframes e de seus data centers para a nuvem da AWS. A empresa também levará as principais plataformas bancárias, soluções de call center, aplicativos bancários on-line e móveis para a nuvem.

Além disso, o banco pretende aproveitar a infraestrutura da AWS para serviços de analytics, machine learning, serverless, contêineres, banco de dados gerenciado, processamento, armazenamento e segurança, para captura de informação e insights. 

A instituição também planeja capacitar milhares de seus colaboradores, além dos 1,3 mil profissionais já treinados em tecnologias avançadas em nuvem, para estimular e acelerar a inovação.

O acordo abrange todas as subsidiárias, como a Rede, uma das maiores provedoras de soluções de pagamento eletrônico do Brasil, e a Credicard. 

"Estamos buscando uma transformação digital completa na AWS, saindo da tecnologia legada de mainframe e usando seu portfólio de serviços para obter insights e agilidade que nos tornarão ainda mais responsivos às necessidades de nossos clientes", declarou Candido Bracher, CEO do Itaú Unibanco.

Postado por Redação em 30/11/2020 em Mercado