Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

CIASC cria Delegacia de Polícia Virtual da Mulher com tecnologia low-code em Santa Catarina

Postado por Redação em 23/09/2020 em Mercado

Nova funcionalidade está disponível no site da Polícia Civil de Santa Catarina e foi desenvolvida em 15 dias com tecnologia low-code da GeneXus

A nova funcionalidade está disponível no site da Polícia Civil de Santa Catarina e foi desenvolvida em 15 dias com tecnologia low-code da GeneXus.

Com o início do isolamento social, foi disponibilizada uma ferramenta para que vítimas de violência doméstica registrem boletins de ocorrência on-line. A nova funcionalidade está disponível no site da Polícia Civil de Santa Catarina e foi desenvolvida em 15 dias com tecnologia low-code da GeneXus.

O site da Polícia Civil de Santa Catarina conta agora com um espaço chamado Delegacia de Polícia Virtual da Mulher, que permite às vítimas de violência contra a mulher realizar o registro on-line de boletins de ocorrências.

A opção faz parte de um conjunto de ações do poder público para enfrentar a violência doméstica, que tem aumentado durante o período de pandemia, além de facilitar o registro sem precisar se deslocar, que é uma das orientações para o isolamento social. Já para crimes que resultaram em morte, é necessário comparecer a uma delegacia física.

Segundo dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMDH), em abril, quando o isolamento social imposto pela pandemia já durava mais de um mês, a quantidade de denúncias de violência contra a mulher, recebidas no canal 180, teve um aumento de quase 40% em relação ao mesmo mês de 2019.

Todos os boletins de ocorrência registrados na Delegacia Virtual são analisados e encaminhados para a delegacia responsável. Após a validação do registro, o usuário recebe, por e-mail, um número de protocolo, através do qual ele pode acessar as informações sobre aquele boletim.

O registro realizado é integrado automaticamente ao Sistema Integrado da Segurança Pública, desenvolvido e mantido pela Coordenadoria de Soluções de Segurança Pública, outro setor do CIASC.

A funcionalidade foi criada pelo Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC) a partir da tecnologia low-code GeneXus, ferramenta baseada em Inteligência Artificial que automatiza linguagens de programação tradicionais, com o objetivo de garantir mais visibilidade para canais de atendimento e acolhimento às vítimas desse tipo de violência, além de evitar a subnotificação ao facilitar as denúncias.

Vale ressaltar que as denúncias de violência doméstica incluem não só casos de agressões e ameaças entre casais, como também situações em que a vítima e o agressor possuem outra forma de vínculo familiar. Isso inclui, por exemplo, casos de violência entre pais e filhos ou demais membros da família, como sogros e cunhados.

De acordo com o líder de time da coordenadoria de soluções de governo do CIASC, Sandro Magrinelli Vianna, o GeneXus já é uma tecnologia amplamente utilizada no CIASC, há mais de 30 anos, e facilita a criação de aplicações.

“A ferramenta nos permite colocar mais esforço na definição das regras de negócio, e menos na linguagem de programação, ou até mesmo na tecnologia em si. Isso resulta em uma resposta mais rápida e maior eficiência na entrega das demandas de nossos clientes”, resumiu o executivo, acrescentando que a nova funcionalidade foi criada em 15 dias, desde a priorização até a entrega final.

Para o country manager da GeneXus Brasil, Ricardo Recchi, a atuação do CIASC pelo desenvolvimento de ferramentas on-line é uma importante conquista para o cidadão catarinense, sobretudo quando faz parte de um esforço mais amplo.

“Tanto a Polícia quanto outras instituições das áreas de segurança e de justiça têm idealizado várias ações para enfrentar o problema da violência doméstica e ter a GeneXus como um alicerce desta iniciativa demonstra o quanto é importante trilharmos um caminho baseado em processos, pessoas e tecnologia”, complementou Ricardo Recchi.

Postado por Redação em 23/09/2020 em Mercado