Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Transformação Digital e o ERP: Quatro razões para modernizar a gestão do seu negócio

Postado por Fábio Túlio, Chief Business Development Officer na Sankhya em 27/05/2021 em Artigos

A pandemia do Covid-19 trouxe inúmeros impactos para as empresas brasileiras. Mas, enquanto uma parte teve conotação negativa, a outra deixou como legado um ponto de virada positivo: a aceleração da Transformação Digital.

O fato das pessoas não poderem circular livremente levou as companhias de todos os setores a adotarem, emergencialmente, tecnologias e processos para o trabalho remoto.

Para ter uma ideia do tamanho dessa força, de acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), quase 8 milhões de brasileiros estavam trabalhando no modelo Home Office até setembro de 2020. Um crescimento de 4,2 milhões de pessoas, em relação a 2018, de acordo com dados do próprio Instituto brasileiro.

Com tanta gente no trabalho remoto, algumas empresas optaram por trocar ou modernizar seus sistemas de gestão. Uma vez que o escritório foi para casa, na tela de um computador, tablet ou smartphone, os processos e sistemas também tiveram que ir. O acesso a indicadores em qualquer lugar, em tempo real, fortaleceu o ERP.

O Instituto Global McKinsey publicou em fevereiro de 2021 o levantamento “O Futuro do Trabalho depois do Covid-19”, que apontou três tendências: Os formatos de trabalho híbrido e remoto devem se tornar regulares; O e-commerce e serviços de entrega continuarão com crescimento acelerado; A automação e a inteligência artificial que estarão cada vez mais presentes, com máquinas fazendo o trabalho operacional com mais velocidade e assertividade.

As diferentes funcionalidades dos modernos sistemas de gestão se aplicam a qualquer uma delas. Com isso, vem a questão: o ERP da minha empresa está preparado para acompanhar essas mudanças?

Se antes da pandemia falar em Transformação Digital era um tema restrito às empresas de maior porte, com o Covid-19, a discussão se ampliou para médias e pequenas, que começaram a se questionar sobre como poderiam acompanhar as entregas das vendas online, como gerenciar os setores de estoque e compras etc.

Com tantas coisas a serem consideradas, a automatização e integração de processos ganharam outra importância, ajudando a garantir a continuação das operações cotidianas.

Dessa forma, os sistemas de gestão passaram a ser a melhor alternativa para garantir uma visão completa e integrada do negócio, com indicadores de vendas, contas a pagar entre outros, que podem ser acessados a qualquer tempo, de qualquer aparelho conectado à internet.

Diante desse cenário, empresas que até então usavam sistemas manuais de controle e gestão tiveram que investir em melhoria de processos. Já as que utilizavam recursos tecnológicos, começaram a rever em que medida eles davam o apoio para uma visão integral das operações e processos corporativos, em tempo real.

Nesse sentido, um sistema de gestão completo e flexível contribui para resolver vários problemas organizacionais, como por exemplo:

1. Otimização de tempo – Ao contratar uma solução integrada de gestão, ela conecta todos os processos de uma empresa, da compra de matérias primas até o recebimento pelas vendas e a entrega para o cliente final.  Assim, todos os processos comerciais, operacionais, financeiros e de gestão de pessoas passam a funcionar de maneira conjunta, poupando tempo dos gestores;

2. Facilidade e simplicidade para acesso aos dados - Um bom sistema de gestão deve permitir o acesso rápido, fácil e a partir de qualquer equipamento conectado à internet. E no trabalho remoto, é fundamental que as pessoas que dependem do sistema de gestão possam acessá-lo sem dificuldades e sem a necessidade de acionar serviços de suporte o tempo todo. As informações precisam ser inseridas e acessadas de forma simples e amigável, sem burocracias ou erros;

3. Apoio para a tomada de decisão – Quando um sistema de gestão traz informações parciais, incompletas ou de forma equivocada, ele deixa de ser confiável. Um ERP capaz de fornecer dados em tempo real, em qualquer dispositivo, de maneira assertiva faz toda a diferença na hora de uma tomada de decisão, especialmente quando envolve satisfazer a expectativa de um cliente;

4. Olhar ampliado a partir da leitura de dados - Diante de mudanças cada vez mais rápidas no mercado, o ERP incorpora também ações de Inteligência de Negócios. As soluções mais modernas ajudam a apontar caminhos que ainda não haviam sido pensados. Isso é possível porque possuem módulos de Business Intelligence (BI) e acompanhamento do mercado.

Se o sistema da sua empresa não contribui com insights preditivos, tomadas de decisões mais assertivas, e não consegue prover informações onde quer que você esteja, talvez seja hora de migrar para uma opção mais completa e que seja capaz de acompanhar o ritmo da evolução tecnológica e do seu negócio.

O gestor não pode mais perder tempo. É preciso modernizar o ERP com o que há de melhor e mais moderno no mercado. Ou se não, o negócio ficará de fora da Transformação Digital.

 

 

Postado por Fábio Túlio, Chief Business Development Officer na Sankhya em 27/05/2021 em Artigos