Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Quest potencializa Foglight

Postado por Redação em 07/04/2021 em Notícias

Solução fornece maior visibilidade sobre execução da estratégia de operações híbridas, incluindo problemas de desempenho de banco de dados e em tempo real

A Quest Software, fornecedora global de software de segurança, de gestão de plataforma e de sistemas Microsoft, anunciou o lançamento de novos recursos do Foglight Evolve e Foglight Performance Investigator para Microsoft Azure SQL Database.

Estas novidades foram projetadas para que os clientes modernizem e gerenciem suas operações de dados conforme migram cargas de trabalho para a nuvem de forma segura.

Segundo a empresa, com os aprimoramentos mais recentes, que incluem suporte para os bancos de dados mais populares, infraestrutura virtual e plataformas de nuvem, como Google Cloud e IBM Cloud, o objetivo do Foglight é consolidar-se como uma solução de monitoramento e otimização de desempenho para empresas híbridas.

"Isso permite que os clientes determinem quais cargas de trabalho podem e devem ser migradas para a nuvem e quais níveis de serviço de destino são necessários, fornecendo aos clientes flexibilidade onde quer que estejam em sua jornada na nuvem e com alto nível de segurança”, avalia Rogério Soares, diretor de Pré-Vendas e Serviços Profissionais LATAM da Quest Software.

De acordo com o Gartner, consultoria global em Tecnologia da Informação, as organizações hoje têm uma infinidade de opções de nuvem pública e privada, e mover dados e cargas de trabalho para a nuvem é uma tendência que deve se acelerar na pós-pandemia. 

“À medida que os ambientes de TI se tornam cada vez mais complexos, é importante que as empresas adotem uma abordagem proativa para planejar e gerenciar a adoção da nuvem e a migração para bancos de dados heterogêneos para evitar a perda de controle dos custos e níveis de serviço críticos esperados por seus clientes residentes dentro e fora da organização”, afirma Soares.

Para o executivo, a Quest está enfrentando este desafio por meio de aprimoramentos importantes de produtos em sua linha de soluções Foglight que ajudam as empresas com suas necessidades modernas de TI.

Para atender à demanda por monitoramento e otimização do Google Cloud Platform (GCP), a companhia expandiu sua cobertura de nuvem adicionando suporte total do GCP ao Foglight Evolve 9.3. Além disso, para lidar com o maior foco na infraestrutura como código, o Foglight Evolve introduziu uma carga de trabalho e uma ferramenta de gerenciamento de custos para ambientes kubernetes.

Para aumentar a visibilidade, o Foglight for Databases lançou novas funcionalidades para seu recurso mais popular: o Performance Investigator (PI) para o Banco de Dados SQL da Azure. O conjunto de ferramentas de análise exclusivo para profissionais de banco de dados agora está disponível para o banco de dados Azure SQL Single e Elastic Pools e fornece visibilidade profunda dos desafios complexos de desempenho do banco de dados. 

“A análise multidimensional permite que os usuários pesquisem e dividam os dados da carga de trabalho e tenham uma visão clara dos gargalos de desempenho. Outro benefício importante do recurso PI aprimorado é a capacidade de ver como a carga de trabalho real se compara ao intervalo de linha de base do Foglight automatizado, que é baseado em uma técnica de aprendizado de máquina inteligente que define o comportamento da carga de trabalho esperada em diferentes períodos.”, avalia Soares.

A Quest é uma fornecedora global de soluções de software para atender as demandas da TI corporativa de empresas que têm como grande desafio as rápidas mudanças causadas pelo crescimento exponencial da quantidade de dados, expansão de uso da nuvem, data center híbridos, ameaças à cibersegurança e requisitos regulatórios.

As soluções da companhia estão presentes em mais de 130 mil companhias, distribuídas por cerca de 100 países. Desde 1987, a companhia constrói um portfólio de soluções que incluem gerenciamento de banco de dados, proteção de dados, gerenciamento de identidades e acessos, gerenciamento da plataforma Microsoft e gerenciamento unificado de endpoints. 

 

Postado por Redação em 07/04/2021 em Notícias