Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Publieditorial ERP Banking: Como os serviços financeiros agregam valor a essas empresas?

Postado por Rafael Lavezzo, Chief Revenue Officer da Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros em 27/08/2020 em Notícias

A aquisição da Linx pela Stone deixou ainda mais claro quanto oferecer serviços financeiros dentro dos sistemas de gestão integrados é uma forma de agregar ainda mais valor a essas empresas.

O ERP Banking, ou seja, a oferta de produtos e serviços financeiros incorporados a essa plataforma, vem se mostrando um caminho natural (e essencial) para esse setor.

A Senior Sistemas, por exemplo, uma dos maiores ERPs do Brasil, lançou recentemente a wiipo, empresa de serviços financeiros para ERPs.

Em parceria com a Zoop, a wiipo oferece aos seus clientes soluções como antecipação de pagamento e de títulos, crédito consignado, entre outros, tudo com a própria marca.

A criação dessa spin off mostra outro detalhe importante sobre o ERP Banking: não é necessária fusão com outras empresas para que os ERPs integrem serviços financeiros ao seu portfólio.

Com o parceiro certo, os sistemas de gestão integrados podem facilmente expandir suas soluções, agregando mais valor, gerando uma nova fonte de receita e ampliando novas verticais de negócio.

Por que o ERP Banking vale a pena

O ERP Banking consiste na integração de produtos e serviços financeiros próprios e personalizados aos sistemas de gestão integrados.

ERPs que oferecem essa integração passam a entregam aos seus clientes um serviço ainda mais completo, centralizando tudo o que precisam em uma única plataforma.

Um dos primeiros resultados que podem ser percebidos com essa solução refere-se à fidelização, pois a empresa passa a trabalhar com um produto muito mais aderente.

Isso acontece porque, uma vez que o parceiro de negócio tem em um mesmo ambiente tudo o que necessita para realizar a gestão da sua empresa, não há motivos para buscar soluções complementares, muitas vezes, encontradas nos concorrentes dos ERPs.

Com isso, a empresa de software de gestão também se destaca das outras do mesmo segmento, se tornando mais atrativa a novos clientes e elevando o seu poder competitivo.

Porém, as vantagens de ser tornar um ERP Banking não se limitam a essas.

Vantagens do ERP Banking

A oferta de produtos financeiros é uma maneira de resolver pontualmente as dores dos usuários do sistema, o que só é possível porque o ERP conhece a fundo o modelo de negócio do seu cliente e suas reais necessidades, ao contrário dos grandes bancos.

Além disso, a integração de produtos financeiros aos ERPs gera uma nova fonte de receita para a empresa, e com margens mais altas.

Um dos motivos é o CAC (Custo de Aquisição de Cliente) que consegue ser mantido ou mesmo reduzido, visto que essa oferta ajuda a consolidar sua base de cliente, ao mesmo tempo, em que chama a atenção de novos.

Consequentemente, percebe-se um impacto (positivo) no LTV (Lifetime Value). Afinal, soluções mais aderentes fazem com o que os clientes mantenham por muito mais tempo a relação com o ERP.

Em resumo, as vantagens do ERP Banking são:

  • Geração de uma nova fonte de receita para ao ERP;
  • Criação de novas verticais de negócios;
  • Fortalecimento da marca, se destacando dos concorrentes;
  • Poder de competitividade maior;
  • Oferta de um produto mais aderente, aumentando a fidelização e gerando margens de lucros mais altas;
  • Menos gastos com aquisição de novos clientes;
  • Maior consolidação da base de clientes.

Entenda a fusão da Stone e da Linx

Certamente, a Stone também percebeu todas essas vantagens e, por esse motivo, iniciou o processo de compra da Linx.

A Linx é uma empresa de tecnologia para o varejo, líder no mercado de software de gestão, abrangendo 45,6% de market share desse setor, de acordo com dados informados no seu site.

Entre as soluções que oferece está o Linx Pay, ecossistema que permite a realização de pagamentos com cartão, antecipação de pagamentos, split de pagamento, pagamento recorrente, conciliação bancária, entre outros serviços financeiros.

Lançado em outubro de 2018, o sistema de pagamentos da Linx funciona como uma subadquirente e nasceu de uma parceria com a Rede.

Logo que o anúncio do produto foi feito, o valor de mercado da empresa cresceu de modo significativo, levando suas ações a subirem 40% em apenas dois dias, número que reforça quanto a integração de produtos financeiros aos ERP é importante para o crescimento dessas empresas.

A própria Linx já havia mencionado que o Linx Pay é uma maneira de fortalecer seu cross selling, levando à expansão da sua atuação no mercado.

A Stone, por sua vez, já conta com mais de 531 mil lojistas em sua base. Ao fazer a fusão com a Linx, adiciona cerca de mais 170 mil clientes, o que representa uma alta de 32%.

Entre os objetivos da integração de serviços financeiros no varejo com essa parceria está a promoção de soluções inovadoras, melhorando a experiência dos varejistas digitais e, ao mesmo tempo, aumentar a aderência aos produtos da Stone, elevando sua fidelização e reduzindo as taxas de churn.

Como se tornar um ERP Banking

Mas como citamos no início deste artigo, não são necessárias fusões como essa para que empresas de software de gestão se tornem um ERP Banking.

O Banking as a Service é uma solução que permite que qualquer negócio, independentemente do seu ramo de atuação, passe a entregar produtos e serviços financeiros aos seus clientes, e isso se estende aos ERPs.

No caso do ERP Banking, nota-se que essa oferta está se tornando uma tendência natural do segmento.

Durante a entrevista realizada por Gabriel Moura, do time de Business Development da Zoop com Fernanda Ferraz, Head da fintech wiipo, ela destacou quanto é importante as empresas do segmento se preparem para integrarem as soluções financeiras aos seus sistemas.

Assista à entrevista completa e entenda mais sobre a importância dos serviços financeiros para ERPs.

Banking as a Service

Entre as vantagens de utilizar o Banking as a Service para se tornar um ERP Banking está o fato de que todos os produtos e serviços financeiros recebem o nome da ERP.

Ou seja, as empresas de software de gestão se beneficiam dos serviços do desenvolvedor para criar soluções próprias, tais como conta digital, cartões de débito e de crédito etc, e tudo com a sua própria marca.

Além disso o BaaS, como também é chamado o Banking as a Service, pode ser adquirido em camadas.

Dessa forma, o ERP consegue identificar quais produtos financeiros atendem melhor as necessidades dos seus clientes e oferecer somente aqueles que realmente resolvam suas dores.

Assim, a empresa consegue simplificar a rotina dos usuários do sistema, integrando tudo o que precisam dentro de um único software.

Conheça o Zoop Banking

Com lançamento oficial em setembro deste ano, a Zoop inaugura vertical de Banking as a Service.

A solução que permite que empresas de variados segmentos, incluindo os ERPs, criem, ofereçam e operem as soluções financeiras que forem mais convenientes para o seu negócio tudo com marca própria, livres de barreiras regulatórias e tempo de desenvolvimento.

Entre os diferenciais do Zoop Banking está o fato de ser uma plataforma flexível, com diferentes produtos financeiros e com facilidade de gestão operacional.

Com uma oferta mais competitiva, especialmente se comparada a fusões, o Zoop Banking permite que os ERPs entrem no mercado financeiro com um Time to Market muito melhor. 

 Você pode falar com a Zoop e entender melhor como isso funciona utilizando este formulário.

Postado por Rafael Lavezzo, Chief Revenue Officer da Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros em 27/08/2020 em Notícias