Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

4 processos que permitem ao Big Data revolucionar o supply chain

Postado por

Rui David

em 23/05/2018 em Artigos

Conheça quatro benefícios do Big Data que fazem a diferença na cadeia de suprimentos:  1 - Coletas em todo o processo Atualmente é...

Conheça quatro benefícios do Big Data que fazem a diferença na cadeia de suprimentos: 

1 - Coletas em todo o processo

Atualmente é possível reunir dados não estruturados, que normalmente trazem uma riqueza de detalhes superior aos estruturados, pois possuem um nível mais complexo de organização. Com uma coleta feita durante diferentes fases do processo de supply chain, ter acesso a informações que ajudam as organizações a entenderem melhor as tendências do mercado e as preferências dos consumidores - respondendo perguntas como ?Qual o melhor momento para comprar??, ?De quem comprar?? e ?Quando comprar?? - é factível. 

2 - Atitudes proativas

Muitas vezes, as empresas agem a partir da experiência adquirida por anos de repetição de um mesmo processo. Porém, quando incluímos a análise e o processamento de novas informações, não é difícil encontrar novos caminhos e oportunidades. Quando aplicadas de forma global, as tecnologias de Big Data fazem com que a cadeia de suprimentos trabalhe de forma proativa, ao invés de apenas responder reativamente aos riscos existentes, que podem ser tanto falhas humanas ou interrupções operacionais e contextuais. 

3 - Aprimoramento de recursos e equipe

Para aqueles que querem aproveitar ao máximo do Big Data, é necessário contar com uma estrutura básica de recursos. Profissionais com conhecimentos específicos nas tecnologias escolhidas e conhecedores do processo da empresa são de grande ajuda não só no início de uma estratégia focada em informações, mas também em sua evolução. Cientistas de dados são responsáveis por estudar e cruzar dados para realizar simulações e projeções fundamentais no sentido de extrair insights que agreguem valor à empresa. Com a inserção do Big Data na rotina corporativa, de forma cada vez mais ampla, o investimento em um time qualificado e soluções de ponta com certeza trarão retorno a curto e longo prazo.

4 - Otimização da entrega

A integração e agilidade no acesso a dados têm grande impacto no planejamento, entrega e distribuição, importantes etapas da cadeia de suprimentos. Com a automatização do reabastecimento e previsão da demanda, as companhias aperfeiçoam o inventário e diminuem gastos com o excesso de estoque. Além disso, a gestão de transporte, monitoramento de rotas e tráfego são algumas das ações possíveis para informar a previsão de chegada e agir rapidamente para não perder prazos.

Postado por

Rui David

em 23/05/2018 em Artigos