Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Grupo Terral Agro amplia atuação com automação de processos

Postado por Redação em 07/01/2021 em Mercado

Companhia apostou em recursos de gestão da plataforma para conseguir mais robustez e segurança operacional em seus controles gerenciais

Para a atualização da plataforma e a implementação dos projetos, o Grupo Terral Agro contou com o suporte da AdopTI, consultoria especializada em SAP

O Grupo Terral Agro, empresa que atua no mercado de agronegócio brasileiro, ampliou a sua atuação, inicialmente focada em citrus, pecuária e cereais em Matão (SP), para a comercialização no varejo de cortes de carnes especiais com certificação Angus e de água de coco engarrafada sem conservantes, a Terra Coco.

Para esta expansão, a empresa investiu na atualização da plataforma SAP de seu frigorífico e de sua planta de água de coco, em busca de maior robustez e segurança operacional em seus controles gerenciais. O projeto foi conduzido pela AdopTI, consultoria com portfólio exclusivo e especializado na plataforma de gestão empresarial SAP, com atuação no mercado brasileiro de agronegócios. 

Também foram construídos um frigorífico em Motuca (SP) e uma fábrica de envase de bebida natural em Carneirinho (MG), ao lado da plantação de coco. Segundo o Diretor Financeiro da Terral Agro, Júlio Ponte, a expansão dos negócios está focada na verticalização dos segmentos já existentes na empresa e na horizontalização para outros ramos. Nesta expansão, a empresa buscou automatizar seus processos e obter uma melhor gestão da operação.

“Aproveitamos a experiência que temos na pecuária e nas atividades perenes, como o citrus, e inovamos ao nos aproximarmos mais do consumidor final”, avalia o diretor. A distribuição dos produtos está focada nos grandes centros, a partir de São Paulo.

O projeto SAP, que teve duração de 16 meses, contou com oito módulos que contemplaram praticamente todas as áreas da empresa, tais como recepção do gado, estoque de matéria-prima, processamento, subprodutos, armazenagem, controle de qualidade, estoques do produto acabado, rendimentos operacionais, painéis concentradores operacionais e medidas de contingência.

“O projeto envolveu os processos de suprimentos, vendas e distribuição, financeiro, controladoria, produção, manutenção industrial, qualidade e fiscal, permitindo aprimorar a performance operacional e o fluxo de informação em todo o processo industrial”, explicou Marcos Pazeto, Diretor Executivo da AdopTI.

De acordo com a empresa, o projeto SAP agilizou os processos de backoffice nas rotinas diárias, mensais e anuais em todo o processo produtivo da companhia. Além disso, a melhoria implementada no sistema do Frigorífico Terral Agro contribuiu com a automatização de todos os processos operacionais, desde a entrada do gado até o produto final, envolvendo os processos de balança online e offline, produção, armazenamento, embalagem e faturamento, atendendo todo o processo de rastreabilidade e inclusive todas as exigências do SIF (Serviço de Inspeção Federal), do Ministério da Agricultura. 

O projeto para a fábrica de água de coco envolveu todo o processo produtivo, desde a entrada da matéria-prima com a rastreabilidade da origem, controle de qualidade e processamento de subprodutos e produto final.

A Terral Agro tem 1.650 colaboradores, que cuidam dos 18 mil hectares de terra com laranja, bovinos, coco e cereais. A laranja recebe na Terral todos os cuidados fitossanitários e tecnológicos necessários, desde a formação da muda, incluindo o preparo do solo, o plantio e o manejo, até a colheita e o traNsporte. As áreas dedicadas à pecuária e aos cereais são desenvolvidas de acordo com um manejo integrado, produzindo pastagens e grãos de forma rotativa e gerando alimentação de altíssima qualidade e origem 100% vegetal para os bovinos.

Para a atualização da plataforma e a implementação dos projetos, o Grupo Terral Agro contou com o suporte da AdopTI, consultoria especializada em SAP, e uma das principais estruturas de suporte e de serviços da plataforma da gigante alemã do interior do Estado de São Paulo, na cidade de Ribeirão Preto.

“Escolhemos a AdopTI por enxergar uma imagem semelhante à da Terral e, naquele momento era muito importante ter parceiros legítimos com interesse genuíno em contribuir com os nossos negócios. Para isto é necessário um forte laço de confiança mútua, entendimento do ambiente de negócios e especialmente um elevado nível de consciência sobre a assunção de riscos”, complementou Júlio Ponte.

 

Postado por Redação em 07/01/2021 em Mercado