Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Gartner lista estratégias para amenizar os impactos da pandemia

Postado por Redação em 31/03/2020 em Notícias

Gartner recomenda 5 etapas para a continuidade de negócios durante a pandemia de coronavírus

Gartner recomenda 5 etapas para a continuidade de negócios durante a pandemia de coronavírus

Segundo o Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, existem cinco etapas para adotar uma abordagem estratégica e sistemática, que ajude a fortalecer  a resiliência dos modelos de negócios atuais das organizações e desse modo dar continuidade aos negócios, durante a pandemia de coronavírus. 

"As empresas tendem a ter estratégias e planos tradicionais de continuidade de negócios que se concentram na continuidade dos recursos e processos, mas omitem o modelo de negócios", afirmou Daniel Sun, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner. "No entanto, o próprio modelo de negócios pode ser uma ameaça à continuidade das operações em eventos externos, como o surto global de COVID-19.”

Participe da nossa Pesquisa de Panorama do Mercado de ERP 2020!

De acordo com o analista, os Chief Information Officers (CIOs), podem desempenhar um papel fundamental no processo de aumentar a resiliência do modelo de negócios atual de suas organizações para garantir operações contínuas, uma vez que as tecnologias e os recursos digitais podem influenciar cada aspecto desses modelos.

1) Defina o modelo de negócios 

Diante da contingência provocada pela pandemia de COVID-19, as empresas devem primeiro se concentrar em seus clientes, que são essenciais para a continuidade de suas operações, e depois se referir a um processo de definição de seus modelos de negócios atuais, fazendo perguntas específicas sobre seus clientes, proposições de valor, capacidades e modelos financeiros.

Embora os CIOs normalmente não liderem o processo de definição de modelos de negócios, o Gartner afirma que eles deveriam se envolver de maneira proativa com os líderes executivos sêniores para analisar 10 questões-chave relacionadas aos modelos de negócios atuais. Fato que é considerado pela instituição como fundamental para os CIOs participarem ativamente da modificação desses modelos.

2) Identifique incertezas

Essa etapa pode ser realizada por meio de uma análise de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças (SWOT) ou de brainstorming. Diante da ampla gama de incertezas e ameaças, é essa etapa pode ser beneficiada pela participação de um grupo heterogêneo, com diversas origens e interesses, principalmente de áreas em que a TI normalmente está envolvida.

As empresas deveriam se concentrar nos riscos que a incerteza representa para os componentes do modelo de negócios. "Os CIOs deveriam participar ou coordenar as sessões de brainstorming para identificar quaisquer incertezas provocadas a partir dos surtos de COVID-19", afirmou Daniel Sun. "Os CIOs podem compartilhar algumas das incertezas e ameaças em potencial da TI, como problemas com a infraestrutura de TI, aplicações e sistemas de software”.

Faça como mais de 56 mil profissionais e assine a nossa newsletter!

3) Avalie o impacto

Membros multidisciplinares deveriam formar uma equipe de projeto para avaliar, ou até quantificar, o impacto das incertezas identificadas. Os CIOs podem fornecer os possíveis impactos a partir de uma perspectiva de TI.

4) Projete mudanças

Neste ponto do processo, o recomendado pelo Gartner é conseguir desenvolver estratégias de tentativas, em vez de estimar sua viabilidade. Selecionar e executar mudanças estarão na próxima fase. Os CIOs e a TI deveriam aproveitar as tecnologias e os recursos digitais para facilitar as mudanças projetadas.

5) Execute as mudanças

A decisão sobre quais mudanças executar é principalmente uma decisão para as equipes de liderança seniores. As estratégias para mudanças definidas na Fase 4 fornecem informações essenciais para esse processo de decisão. As equipes de liderança seniores deveriam selecionar as estratégias que consideram mais convincentes para implementar, que geralmente são baseadas em cálculos econômicos e intuição.

“Depois que as equipes de liderança seniores selecionam as iniciativas de mudança de negócios e de TI, os CIOs deveriam aplicar uma abordagem ágil na execução das iniciativas. Por exemplo, eles podem formar uma equipe ágil (produto), com profissionais multidisciplinares, permitindo o alinhamento entre as áreas de negócios e de TI, garantindo assim mais velocidade e qualidade de entrega”, afirmou o executivo. "Em crises como o surto de COVID-19, agilidade, velocidade e qualidade são cruciais para permitir a continuidade das operações.", concluiu Daniel Sun, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner.

 

Postado por Redação em 31/03/2020 em Notícias