Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Por que a tecnologia é fundamental para o setor de distribuição?

Postado por Jaqueline A. Fraga, especialista em Distribuição & Logística da Cigam em 04/09/2019 em Artigos

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) recentemente divulgou que, nos últimos 20 anos, o Brasil investiu somente 2,18% do Produto Interno Bruto (PIB) em infraestrutura, um valor muito baixo se comparado com as demais economias emergentes, que investem entre 4 e 5% do PIB.

Tendo em vista este cenário pouco favorável ao transporte no Brasil, as companhias precisam de alternativas para melhorar a qualidade do serviço prestado. E é aí que a tecnologia entra em campo.

Sabemos que a logística empresarial trata de todas atividades de movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável.

Para ter eficiência no trabalho, é fundamental automação e controle rígido de rotinas e, por isso, a utilização de softwares de gestão para lidar com o setor de logística é importante que se conheça o planejamento das operações e de gestão como um todo.

E tudo isso torna-se perfeitamente exequível, visto que, operacionalmente, os softwares são, em sua maioria simples e facilitam as mais diversas modalidades de operações.

Vale ressaltar também o dado de 2018 do Logistics Performance Index and its Indicators (LPI), que mostra que o Brasil ocupa a 56ª posição de 167 países, apresentando a nota 3,1 de 5 no quesito “competência logística”. Mesmo assim, nota-se a movimentação dos players que buscam cada vez mais, com o uso de ferramentas de gestão, automação, roteirização, digitalização, e até atendimento, para otimizarem processos.

Um estudo da DHL, líder global em logística, mostra que as companhias estão atentas a isso. Em seu último relatório sobre a evolução da cadeia de suprimentos no setor de e-commerce,  revelou que 70% das empresas B2C e 60% das empresas B2B ainda estão trabalhando para alcançar a implementação de uma estratégia logística integral, e 70% dos entrevistados classificam o e-commerce como “muito importante” ou “extremamente importante” para seus negócios em termos de volume de vendas e receita.

Tecnologia é a chave para a eficiência. Por meio de uma plataforma digital e um centro de distribuição automatizado e conectado a esta plataforma, é possível realizar a preparação de pedidos em menos tempo, com melhor qualidade e maior eficiência.

Postado por Jaqueline A. Fraga, especialista em Distribuição & Logística da Cigam em 04/09/2019 em Artigos