Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Pesquisa emite alerta sobre LGPD

Postado por Redação em 09/08/2019 em Notícias

Estudo do Serasa Experian revelou que 85% das empresas não tem como atender a LGPD

Estudo do Serasa Experian revelou que 85% das empresas não tem como atender a LGPD

Uma pesquisa realizada pelo Serasa Experian e divulgada na última quinta-feira, sugeriu preocupação em relação à nova lei geral de proteção de dados pessoais, a chamada LGPD.

Segundo o estudo, realizado em março deste ano, a maioria das empresas ainda não está pronta para atender às exigências que virão com a nova lei de proteção de dados. Ao menos, foi isso que apontou a pesquisa divulgada na última quinta-feira pela Serasa Experian. Para realizar esse levantamento, a companhia entrevistou um total de 508 executivos de empresa de 18 setores, com diferentes portes e segmentos, em todas as regiões do país.

Ao todo, 85% das empresas afirmaram que ainda não se sentem preparadas para garantir os direitos e deveres em relação ao tratamento de dados pessoais, que entrará em vigor no Brasil em agosto do próximo ano. Segundo o estudo, as empresas responderam que acreditam que só deverão estar preparadas dentro de um ano.

Faça como mais de 56 mil profissionais e assine a nossa newsletter!

A pesquisa também apontou que a nova lei poderá trazer alguns benefícios, como, por exemplo, novas contratações. Isso porque 72% das companhias com mais de 100 funcionários, informaram que pretendem contratar uma pessoa especialista nesse setor, como, por exemplo, uma consultoria ou assessoria para implementar novas políticas de segurança, para desse modo, conseguir atender à primeira lei federal voltada exclusivamente à proteção de dados. 73% dos entrevistados afirmaram que esperam algum impacto que pode ser pequeno ou bastante significativo, na atual infraestrutura de tecnologia de informação.

O Serasa também identificou a forma que as empresas optam em coletar dados e permissões de uso de informações pessoais de consumidores/ usuários de serviços. Desse ponto de vista, entre todos os segmentos, as companhias disseram que além das mídias sociais, elas preferem investir no relacionamento pessoal através de reuniões, feiras, eventos e afins.

Embora a LGPD ainda não tenha sido efetivamente implementada, a segurança da informação é cada vez mais importante para as empresas. A nova lei surge como uma forma de conscientizar os gestores e as pessoas, de modo geral, a entenderem que cibersegurança é um imprescindível para todas as pessoas que compartilham informações na internet. Pois, por mais vantagens que essa ferramenta possa fornecer, a informação que é vinculada nesse meio pode facilmente se tornar uma arma contra o usuário.

 

A nova lei geral de proteção de dados, surge como uma medida provisória, para alertar o usuário que é necessário se precaver. Além disso, adotar os mecanismos de segurança sugeridos por essa lei, pode causar impactos muito mais significativos na vida das pessoas.

Postado por Redação em 09/08/2019 em Notícias