Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Oracle fecha parceria com CNPEM

Postado por Redação em 18/05/2020 em Notícias Tech

Companhia está doando a capacidade de processamento de supercomputadores em nuvem para ajudar a instituição de pesquisa nos estudos de combate ao novo coronavírus

Com o objetivo de auxiliar no combate a pandemia causada pelo Covid-19, a Oracle anunciou que está doando a capacidade de processamento de supercomputadores em Cloud para o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O objetivo dessa inciativa é apoiar um projeto da plataforma "Rede Vírus", uma ação do MCTIC, que combina técnicas computacionais de acoplamento molecular e dinâmica molecular, validadas por ensaios in vitro, permitindo selecionar compostos potencialmente interagentes, minimizando a ocorrência de acertos de compostos falso-positivos.

A computação de alto desempenho baseada em CPU e GPU é essencial para acelerar as pesquisas para fornecer compostos que podem representar tratamentos potenciais contra infecções por SARS-CoV-2.

"A inovação é fundamental para colaborar com a sociedade, ajudando tanto na identificação de casos, como na agilidade do tratamento. Vemos que a tecnologia vai além das soluções, pois ela prioriza o fator humano e, mais do que nunca, essa deve ser a premissa de qualquer descoberta.", declarou João Pacheco, vice-presidente de Setor Público da Oracle Brasil.

Por meio do programa de parceria para pesquisas científicas Oracle for Research (OfR), a Oracle cedeu a capacidade computacional ao CNPEM, que lidera a frente de descoberta de medicamentos no âmbito da Rede Vírus do MCTIC. A Oracle disponibilizou créditos de Oracle Cloud Infrastructure High Performance Computing (HPC), solução em nuvem para processamento de alto desempenho, que já estão em execução auxiliando os pesquisadores do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) do CNPEM.

Participe da nossa Pesquisa de Panorama do Mercado de ERP 2020!

"Criamos uma força-tarefa multidisciplinar envolvendo virologistas, bioquímicos, médicos, farmacologistas, biologistas estruturais e cientistas da computação para descobrir formas de combater essa doença. Dada a urgência do desenvolvimento de tratamentos e necessidade de conhecer os detalhes moleculares do vírus, a utilização de simulações computacionais e aplicação de técnicas de aprendizado de máquina são cruciais para acelerar o processo de descoberta. Neste sentido, a parceria com a Oracle trará ferramentas que podem acelerar nossa pesquisa.", afirmou Paulo Oliveira, coordenador da área de biologia computacional do LNBio/CNPEM.

Postado por Redação em 18/05/2020 em Notícias Tech