Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

O iceberg invertido - A escalabilidade do seu ERP

Postado por Por Alan Lopes, CEO CRM Services em 10/06/2019 em Artigos

Estatisticamente, o uso real do sistema pela maioria das empresas é de 20% a 30%. Mas debaixo desse “iceberg” está escondida uma parte gigantesca de gelo – tudo que sua empresa precisa para ser mais competitiva.

Em quase a totalidade dos contatos que temos com empresas usuárias de soluções de gestão, invariavelmente encontramos o mesmo cenário:

investimentos e mais investimentos em uma solução robusta e inovadora, mas com usabilidade bastante limitada.

Mesmo que direcionem grande parte de seus orçamentos, tempo e equipes focadas em projetos para otimização dos softwares, ainda assim, 90% das empresas utilizam soluções paralelas e complementares aos sistemas ERPs.

O que essas empresas desconhecem (ou preferem não utilizar, por alguma ideia equivocada sobre altos investimentos ou customizações), é que grande parte de seus processos e rotinas já estão mapeadas e nativas em sua própria solução, mas acabam utilizando apenas o que veem à primeira vista; e todo o restante – a parte que vai de fato, trazer resultados competitivos, passa despercebida, como um iceberg. 

Seguindo essa linha de raciocínio, pense em sua solução de gestão como um grande iceberg. Pare por um instante e analise a usabilidade atual da ferramenta. 

Estatisticamente, o uso real do sistema pela maioria das empresas é de 20% a 30%. Mas debaixo desse “iceberg” está escondida uma parte gigantesca de gelo – tudo que sua empresa precisa para ser mais competitiva.

Como a maioria das empresas tendem a seguir uma linha de “economia cognitiva”, trilhando o caminho mais fácil, similar a rotina atual - sem grandes mudanças em processos ou operações, acabam fazendo exatamente a mesma coisa com o uso dos ERP’s. Limitam o uso a operações administrativas, controlando somente o que é essencial, deixando de lado toda a estratégia, inovação, agilidade e integração que as soluções oferecem.

Um diagnóstico de usabilidade da sua solução de gestão é vital para garantir a vida, a estrutura organizacional e crescimento da sua empresa, e, principalmente, os planos e projetos para os próximos anos, como: aumentar a lucratividade, o volume de negócios e a presença da companhia no mercado.

Entre outros benefícios, o conceito do iceberg invertido (traduzido para a otimização do uso dos softwares) é a chave para a escalabilidade e o desenvolvimento sustentável das atividades em médio e longo-prazo, potencializando processos, transformando informações em estratégias.

Se sua empresa ainda não chegou onde esperava, mesmo com soluções altamente tecnológicas e inovadoras, será que não é hora de analisar o que está acontecendo sob a água?

Postado por Por Alan Lopes, CEO CRM Services em 10/06/2019 em Artigos