Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

O futuro dos dados está na nuvem

Postado por Redação em 28/08/2019 em Notícias

Estudo do Gartner apontou que até 2022, 75% dos bancos de dados irão para a nuvem

O Gartner, empresa global, que desenvolve e apresenta pesquisas e aconselhamento para as empresas, informou que até 2022, 75% de todos os bancos de dados deverão ser implantados ou migrados para a nuvem.

De acordo com esse estudo, a tendência será, em grande parte, gerada pelos bancos de dados utilizados para análise de informações e o modelo de vendas de software como serviço (SaaS).

A pesquisa apontou que a receita do mercado de sistemas de gerenciamento de banco de dados mundial (DBMS – de database management system, em inglês) teve um aumento de 18,4%, resultando em uma soma de US$ 46 bilhões em 2018.

Deste total, o faturamento do setor de Cloud DBMS é responsável por 68% do crescimento na totalidade. Não custa lembrar que a Microsoft e a AWS respondem por 75,5% do crescimento absoluto do mercado.

Essa tendência reforça que as infraestruturas dos provedores de serviços em nuvem (CSP) bem como dos serviços que são executados nestes ambientes estão se tornando a nova plataforma de gerenciamento de dados utilizada pelas empresas.

Segundo Donald Feinberg, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner tomando como base as consultas realizadas com clientes do Gartner, as organizações estão desenvolvendo e implantando novas aplicações em Cloud e movimentando os ativos existentes a um ritmo crescente, que na opinião do executivo, deverá aumentar cada vez mais.

Faça como mais de 56 mil profissionais e assine a nossa newsletter!

“Acreditamos também que isso começa com sistemas para soluções de gerenciamento de dados para uso em análise (DMSA – de Data Management Solutions For Analytics, em inglês) – como Data Warehousing, repositórios de dados e outros casos de uso para operações analíticas, de Inteligência Artificial (IA) e Aprendizado de Máquina (ML). Cada vez mais, os sistemas operacionais também estão migrando para o ambiente Cloud, especialmente com a conversão para o modelo de serviços, o SaaS.”, salientou Donald.

O executivo lembrou também que em uma recente pesquisa de adoção de serviços em nuvem realizada pelo Gartner indicou que, dos 81% clientes que faziam uso de nuvens Públicas, estavam utilizando mais de um provedor de serviços. Segundo ele, isso vai ao encontro do que a atual pesquisa está querendo demonstrar, que o ecossistema da Computação em nuvem está se expandindo para além do escopo de um único provedor para vários CSPs , quando se trata da maioria dos consumidores de Cloud.

Postado por Redação em 28/08/2019 em Notícias