Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Com aporte de R$ 4 milhões, Membran-i economiza 59% nos processos de Supply Chain

Postado por

Gabriela Luise Alves de Rebouças Lopes

em 20/07/2021 em Mercado

Startup oferece solução que consolida diversas metodologias de compras, com redução de até 75% no tempo gasto

A Membran-i, startup de tecnologia em e-procurement dos processos de Supply Chain, obteve um investimento de R$ 4 milhões para expansão da solução e inovação tecnológica em Inteligência Artificial. 

Em dois anos de operação, a Membran-i desenvolveu a Plataforma MAI de negociação B2B, que estrutura demandas e ofertas de mercado proporcionando negociações anônimas em tempo real.

“A complexidade do processo comercial necessitava de uma solução mais prática e assertiva para estruturar as demandas e ofertas. Capaz de ganhar escala e produtividade nas negociações, nossa solução já foi validada por grandes empresas de diversos setores, e aponta a redução de até 75% no tempo gasto com processos de compra e 59% em economia”, destaca Florent Desidério, fundador e CEO da Membran-i.

Operando no modelo SaaS, a Plataforma MAI simplifica metodologias de compras, como Market Place, SRM, BPO Compras, Leilão Reverso e Grupo de Compras. Por meio de negociação em rede é suportada pela tecnologia proprietária de Inteligência Artificial AIN² (Artificial Intelligence Network Negotiation) para analisar vários requisitos durante a negociação, como: Quantidade, Logística, Preço, Condição de Pagamento e Qualidade. 

“A previsão para este ano é embarcar mais 200 empresas na solução, transacionando mais de R$240 milhões entre produtos e serviços. Se atingirmos nossas expectativas, devemos abrir mais uma rodada de investimento (série A), no final deste ano”, acrescenta Florent.

A Membran-i possui atuação multisetorial, mas foca sua estratégia nos setores de energia elétrica, agronegócio, construção civil, automotivo e desenvolvimento de integradores tecnológicos que ajudarão a massificar o uso da plataforma. 

A automação no processo B2B com uso de IA para decisões e escalabilidade digital, é uma realidade para um futuro próximo (2025), como mostra a pesquisa da Gartner de 2020

Segundo Florent, é comum empresas realizarem entre três ou quatro cotações durante os processos de compras e utilizarem vários canais de comunicação, como reuniões presenciais, televendas, e-commerce ou pesquisa em catálogos. Logo, os procedimentos atrasam o processo de compras, com dispersão e perda analítica de dados.

“Em média, gasta-se 7 horas por negociação a um custo de R$400. Com a plataforma, a economia obtida nas negociações realizadas foi de 13% em média, chegando a atingir 59% em alguns casos”, afirmou Florent.

A falta de acesso fácil às informações dificulta as negociações e cerca de 40% das compras realizadas são emergenciais, sem planejamento prévio, gerando ágio e custos maiores na hora da compra. O grau de digitalização dos processos de procurement permanece ainda abaixo dos 25%.

 

“As negociações, antes abertas e passíveis de julgamento e parcialidade tornam-se anônimas. Com isso, além da otimização de tempo, é possível aumentar as chances de encontrar a melhor opção de compra, conhecer novos fornecedores, economizar, por meio do alto volume negociado em rede, e fechar a compra com segurança, respeitando sua zona de conforto estabelecida”, finaliza Desidério.

Postado por

Gabriela Luise Alves de Rebouças Lopes

em 20/07/2021 em Mercado