Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Agronegócio: AgrusData fecha parceria com Embratel

Postado por Redação em 20/05/2019 em Notícias

Entre as soluções, desenvolvidas para o setor de agronegócio estão Agricultura Digital, Silos e Florestas Conectadas

A AgrusData anunciou a recente parceria com a Embratel, para o desenvolvimento de novas soluções voltadas para o mercado de Agronegócio no Brasil. A força tarefa entre as companhias, pretende criar e gerenciar soluções que aumentem a produtividade e reduzam os custos desse segmento

O acordo se baseia na experiência entre as empresas, para lançar soluções voltadas ao setor de agronegócio no país, baseadas no uso de inteligência artificial, sensores, armazenamento em nuvem, machine learning, conectividade e painéis de controle. As novas plataformas reforçam os investimentos da Embratel no segmento de IoT, que envolvem também as novas redes NB-IoT, estruradas para o uso no campo, uma vez que possibilitam a criação de dispositivos de baixo consumo de energia e latência.

Em relação a essa parceria, Eduardo Polidoro, Diretor de Negócios de IoT da Embratel, acredita que juntas, as duas empresas poderão levar as melhores características de seus serviços para melhorar e ampliar os lucros do setor, trazendo importantes resultados para o sistema de agronegócio nacional, lembrando que as plataformas desenvolvidas, são capazes de entregar insights importantes aos cultivadores, que poderão se basear em informações para auxiliar o processo de tomada de decisão.

| As soluções

Entre as ferramentas, destaca-se a plataforma Agricultura Digital Embratel powered by AgrusData. Hospedada no Data Center da Embratel. Através do uso de sensores que são instalados no campo, a ferramenta realiza a coleta de dados relacionados a umidade do solo e do ar, temperatura e outras informações do setor meteorológico. A partir desse ponto, as informações são tratadas com o uso de Analytics e são capazes de ajudar no controle das plantações, bem como no diagnostico de medidas corretas relacionadas a irrigação e pulverização. Propiciando o aumento da produtividade e a redução de custos em plantações extensas como de soja, milho e café.

Uma outra opção é a Plataforma de Silos Conectados Embratel powered by AgrusData. Com ela, o usuário poderá saber, em tempo real, qual o volume de grãos estocado em cada silo. A solução, também hospedada em nuvem, é considerada pelas empresas, uma inovação no mercado de armazenamento de grãos, hoje dependente do controle manual, com profissionais tendo que se descolar até o topo dos silos para efetuar a análise. A nova plataforma fornece mais segurança a esse ambiente, automatizando o controle e impedindo que colaboradores sejam colocados em risco, tendo que escalar dezenas de metros para analisar o armazenamento.

Já a ferramenta relacionada ao segmento de silvicultura, focada no cultivo de florestas por meio do manejo agrícola para a produção de madeiras e outros derivados, também passa a ter disponível uma solução conectada: A Floresta Conectada Embratel powered by AgrusData. Essa ferramenta, possibilita a gestão automatizada de ativos e o acompanhamento em tempo real da floresta, por meio de algoritmos, que geram a redução de custos operacionais com a análise de dados coletados nas máquinas e plantações, que são armazenados em nuvem. Entre algumas das características dessa oferta, destaca-se o controle do uso de combustível em máquinas de colheita harvester (equipamento usado para corte da árvore, derrubada, desgalhamento, descascamento, traçamento e formação de pilhas de toras) e forwarder (máquina usada para remoção e transporte das toras).

Herlon Oliveira, CEO da AgrusData, também observou que, apesar de ser uma empresa que investe em pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos digitais voltados para esse setor, o acordo firmado com a Embratel deverá ampliar o acesso às soluções criadas, permitindo uma maior democratização do uso de tecnologia no campo.  

“Com o uso da agricultura digital, novas práticas são disseminadas no setor, ajudando a criar algoritmos específicos para as áreas de plantação, por meio do Machine Learning, que irão sugerir ao agrônomo as correções e melhorias específicas para cada cultivo.”, concluiu o CEO da AgrusData.

Foto: Eduardo Polidoro (Diretor de Negócios de IoT - Embratel)

Postado por Redação em 20/05/2019 em Notícias