Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

A revolução do departamento financeiro por meio da automação e data science

Postado por Marta Clark, Vice-presidente LATAM da Alteryx em 14/09/2021 em Artigos

Muito tem se discutido sobre transformação digital e o uso de dados como base para o avanço da digitalização. Essa onda de mudanças, no entanto, é aplicável a muitos outros departamentos que são ofuscados por esforços maiores de transformação vistos nas equipes de vendas e TI, por exemplo.

Os departamentos financeiros estão constantemente enfrentando desafios crescentes impulsionados pela complexidade comercial e operacional cada vez maior. Muitos executivos se concentrando em reavaliar suas prioridades de negócios; buscando estratégias de transformação que gerem valor a longo prazo. Com as prioridades totalmente alinhadas e os benefícios da digitalização claros, agora é o momento perfeito para que os departamentos financeiros se transformem digitalmente.

A área financeira é responsável por um dos ativos mais importantes da empresa: seu dinheiro. Ela é encarregada de cuidar da saúde financeira da empresa, desempenhando uma série de funções críticas, incluindo administrar a folha de pagamento, gerenciar orçamentos e fluxo de caixa, manter registros meticulosos dos ativos e passivos da empresa, pagar a quantia certa de impostos e garantir o cumprimento de regulamentos.

A transformação digital deste departamento possibilita fechar, consolidar e relatar informações com mais agilidade e precisão. Assim, é possível liberar recursos vinculados a tarefas manuais repetitivas, ao mesmo tempo em que se reduz os custos operacionais e aumenta a eficiência.

Entretanto, há três obstáculos comuns à transformação digital dentro dos departamentos financeiros: a crescente complexidade dos dados, a falta de tecnologias acessíveis e simples de operar e a falta de trabalhadores qualificados na área de dados.

Em média, os trabalhadores dessa área utilizam mais de seis fontes de dados distintas, 40 milhões de linhas de dados e sete outputs diferentes para fazer até mesmo uma análise simples. Multiplique isto pelas numerosas análises que cada equipe financeira precisa realizar, e os desafios relacionados a dados aumentam exponencialmente.

Além de uma crescente complexidade dos dados, muitas empresas seguem usando sistemas ultrapassados que são muito complexos para o uso da maioria dos funcionários, ou planilhas simples que são propensas a erros e carecem de controles adequados. Com a grande quantidade e a complexidade exponencial dos dados, a ciência de dados e a automação são agora essenciais para facilitar uma realidade de trabalho eficaz, sendo a educação e o aperfeiçoamento ingredientse-chave para acelerar a transformação.

Esta é uma oportunidade significativa para que os CFOs e líderes financeiros repensem o status quo. De acordo com a IDC, o uso da ciência dos dados moderna permite aos departamentos financeiros completar as previsões financeiras 74% mais cedo, tomar decisões 25% mais rápido e melhorar a precisão dos relatórios em 16%.

Um estudo de 2020 do Instituto Cappra de Ciência de Dados mostrou que o Índice de Maturidade Analítica das empresas no Brasil é "curioso em relação aos dados". Isto significa que as organizações estão usando os dados de forma pontual, mas não de forma consistente. Entretanto, elas já começaram a implementar algumas soluções com dados e têm uma compreensão do valor que eles podem gerar para o negócio.

Investindo em processos mais robustos e aproveitando a tecnologia moderna e fácil de usar construída especificamente para a ciência e automação de dados, os departamentos financeiros podem enfrentar melhor os desafios de hoje. Graças à evolução da tecnologia, uma onda de sistemas de dados mais inteligentes e acessíveis pode ser implantada por qualquer organização para aproveitar o poder dos dados e automatizar os processos manuais para obter informações e ideias de ação.

Os fluxos de trabalho analíticos automatizados podem capacitar as organizações a acelerar os processos manuais, como a coleta e classificação dos dados necessários para a reconciliação e o trabalho mais eficiente, liberando a equipe para trabalhar em projetos mais criativos ou de maior valor agregado, como a identificação de futuros fluxos de receita.

Além disso, a ciência dos dados fornece análises avançadas, que podem ajudar os analistas a detectar conexões inesperadas dentro dos conjuntos de dados - abordando problemas como detecção de fraude, investigações de auditoria e outros tipos de análises avançadas onde a visualização dos dados de uma forma conectada pode revelar novos insights.

À medida que mais e mais empresas reconhecem o poder da ciência de dados, elas se deparam com outro desafio: a falta de cientistas de dados. Uma pesquisa da HRTech Intera, com 34 empresas brasileiras, revelou um crescimento de 485% na demanda por posições focadas em dados nos primeiros cinco meses de 2021, em comparação com o mesmo período em 2020.

Com uma escassez tão significativa de especialistas em dados estabelecidos, quebrar a divisão digital e aumentar a qualificação das equipes existentes é o próximo passo para tirar proveito do ambiente de negócios atual. O aumento da qualificação e da capacitação dos trabalhadores hoje em dia pode compensar o gargalo da cadeia de talentos, mas as empresas que não tirarem proveito dos dados disponíveis serão deixadas para trás.

O aprimoramento (conhecido também como upskilling) anda de mãos dadas com qualquer jornada de transformação. Qualquer empresa em meio à transformação deve também investir em sua força de trabalho e suas perspectivas de carreira - não apenas para incentivar um investimento comparável deles em seus negócios, mas também para fazê-los se sentirem mais valorizados e letrados digitalmente. Aqueles mais próximos de um processo - aqueles que sabem exatamente onde estão os problemas - são os mais bem posicionados para transformar dados brutos em ideias.

O objetivo final é garantir que mais pessoas em toda a organização tenham acesso a dados utilizáveis - um ambiente onde os funcionários possam melhorar sua própria alfabetização digital.

 

Adotando totalmente a transformação digital, a ciência de dados e a automação, o departamento financeiro pode diminuir substancialmente os custos de processo, ao mesmo tempo em que redistribui com sucesso os talentos para atividades de valor agregado. Embora este seja um período desafiador, o futuro está cheio de oportunidades.

Foto: Marta Clark, Vice-presidente LATAM da Alteryx

Postado por Marta Clark, Vice-presidente LATAM da Alteryx em 14/09/2021 em Artigos

Para tornar sua experiência mais agradável usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o Portal ERP. Acesse nosso 'Termos de Uso e Política de Privacidade' para saber mais. Ao clicar em 'Aceitar', você consente com a otimização do site pelo uso de cookies.