Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

TOTVS anuncia resultados do 3T16

Postado por

Fátima Costa

em 07/11/2016 em Notícias

Em números gerais, a empresa contabiliza seu terceiro período de queda seguido, com uma receita líquida totalizando R$537,5 milhões no...

Em números gerais, a empresa contabiliza seu terceiro período de queda seguido, com uma receita líquida totalizando R$537,5 milhões no 3T16, ante R$ 577,1 milhões no 3T15, ou seja, uma queda de 6,9%.

O EBITDA ajustado encerrou o trimestre em R$ 86,5 milhões, ante R$ 117,0 milhões no 3T15, uma queda de 26,1%. Já o lucro líquido ajustado totalizou R$ 44,8 milhões no 3T16, ante R$78,8 milhões, performando um valor 43,1% menor, se comparado ao mesmo período de 2015.

Em contrapartida, a receita líquida divulgada em subscrição apresentou um crescimento de 23%, comparado ao mesmo período do ano anterior (3T15), e totalizou R$ 58,8 milhões, refletindo principalmente o crescimento das vendas do Intera, modelo de subscrição lançado em junho de 2015, e do crescimento das vendas do Fly01, solução para micro e pequenos negócios ofertada pela companhia.

Outro dado positivo do 3T16 divulgado pela empresa, foi o crescimento nas vendas da solução Bemacash, que combina o software de gestão para micro e pequenos negócios (Fly01), contratados como subscrição, com soluções de hardware de automação e fiscais da Bematech.

No período, foram 998 novas unidades vendidas, um aumento de 127% em relação ao 3T15.

Tomando-se por base os números de subscrições contratadas até o encerramento do trimestre, a Receita Recorrente Anual de subscrição (ARR - Annual Recurring Revenue) cresceu 25,2% ano contra ano, totalizando R$ 234,9 milhões.

Precisamos muito da sua opinião! Participe da pesquisa Panorama Mercado de ERP Brasil 2016. Você vai levar 3 minutos e  ainda concorrerá a um sorteio de 1 Ipad Mini. Clique aqui!

A empresa destacou ainda a receita recorrente, que cresceu 5,8% ano contra ano e totalizou R$ 334,7 milhões, passando a representar 62,3% da receita líquida.

?Sabemos que essa transição acelerada para o modelo de subscrição nos impõe desafios de margem no curto prazo, especialmente em um ambiente econômico ainda desaquecido e com inflação. Mas também temos a convicção de que essa transição gera valor de forma relevante e torna a TOTVS e nossos clientes muito mais preparados para a recuperação do mercado brasileiro e para a transformação digital que está em curso nos mais diversos segmentos, envolvendo empresas de todos os portes?, ressalta Gilsomar Maia (foto), CFO e diretor de Relações com Investidores da TOTVS. 

Fonte: Redação

Faça como mais de 48 mil profissionais e assine a nossa newsletter!

Postado por

Fátima Costa

em 07/11/2016 em Notícias