Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

MCTIC investe em formação de programadores

Postado por Redação em 06/12/2019 em Notícias Tech

Programa Capacitação Empreendedora contou com um aporte no valor de R$ 22 milhões

Programa Capacitação Empreendedora contou com um aporte no valor de R$ 22 milhões

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), anunciou o lançamento do Programa de Capacitação Empreendedora.

O programa, que terá início no começo do próximo ano, irá contar com um recurso no valor de R$ 22 milhões e ficará sob a gestão da Softex. A iniciativa irá contar com a participação de oito instituições, que dão cobertura a nove regiões metropolitanas, concentram 29% da população e respondem por 47% do PIB do País.

Segundo a instituição, o principal objetivo do novo projeto, é promover a capacitação de novos desenvolvedores e gerar empregos qualificados que poderão causar impacto na vida de mais de 10 mil pessoas.

O material didático será disponibilizado através da internet, com o chamado ensino a distância – EAD e, semanalmente, os alunos participarão de sessões presenciais em laboratórios próprios e também móveis para que possam perceber na prática quais são os desafios e as oportunidades do mundo 4.0.

Faça como mais de 56 mil profissionais e assine a nossa newsletter!

A iniciativa contempla a realização de três ações distintas: capacitação tecnológica de jovens; desenvolvimento de pesquisa, capacitação e incentivo ao empreendedorismo; pesquisa e desenvolvimento para a popularização de aplicações móveis.

As oito instituições que participarão do Programa de Capacitação Empreendedora são: Instituto Presbiteriano Mackenzie (São Paulo), Senac (São Paulo), Pontifícia Universidade Católica, unidades do Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul; União Brasileira de Educação Católica (Brasília), Instituto de Pesquisas Eldorado (Campinas) e Associação pela Excelência do Software de Campinas.

Além da formação técnica, os participantes também irão receber capacitação em empreendedorismo e intraempreendedorismo e serão incentivados a empreender seja atuando nas empresas ou criando startups para propor soluções para desafios que são identificados em organizações parceiras, ou apoiadoras.

“Queremos converter oportunidade e desafio em qualidade de vida para a sociedade, com a aplicação de tecnologias disruptivas como Internet das Coisas – IoT, edge computing, blockchain e Indústria 4.0, que surgem para transformar o país e gerar conhecimento científico e técnico que podem ser aproveitados em carreiras como as de TI, por exemplo.”, destacou Marcos Pontes, Ministro da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Ainda segundo o ministro, novas tecnologias, dispositivos e áreas de aplicação com foco em aplicações móveis podem mover recursos e políticas públicas para solucionar problemas globais e ajudar as empresas a diminuir o “gap” entre o mercado e os profissionais qualificados que atuarão nestes setores estratégicos da sociedade.

Postado por Redação em 06/12/2019 em Notícias Tech