Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Farmacêutica automatiza processos fiscais com solução de gestão

Postado por Redação em 12/09/2019 em Mercado

A Farmacêutica Pfizer anunciou que descontinuou o uso de sua solução fiscal, pois identificou a necessidade de adotar ferramentas com...

A Pfizer contou com o suporte da Engineering para realizar o projeto

A Farmacêutica Pfizer anunciou que descontinuou o uso de sua solução fiscal, pois identificou a necessidade de adotar ferramentas com maior nível de maturidade para o gerenciamento de seus processos.  

A instituição contou com o auxílio da Engineering, que passou a implantar suas soluções fiscais, como, por exemplo, o DP- FISC 4.0, sistema totalmente nativo ao ERP SAP, seu robô fiscal Alfredo, baseado em RPA (Robotic Process Automation), além da plataforma de gestão fiscal da SAP, TDF (Tax Declaration Framework).

A primeira etapa do projeto contou com o diagnóstico dos processos fiscais da Pfizer, para o desenvolvimento de melhorias e parametrizações no SAP ECC, para realizar a correta aderência ao TDF para o melhor atendimento das obrigações referentes ao setor.

De acordo com Cesar Kazakevicius, Head de Tax Solutions da Engineering, a companhia construiu um escopo de pré-requisitos, para aprimorar alguns processos, como as automatizações dos cálculos de crédito de PIS, COFINS e CIAP, para produtos da indústria farmacêutica, automatização das notas fiscais, além das readequações e revisões para atender o REINF e o bloco K, entre outras tributações.

Segundo a Farmacêutica, durante essa etapa já foi possível alcançar uma redução de 30% no tempo de recebimento de notas fiscais que agora estão automatizadas, por meio de um painel eletrônico que também possibilita a redução e detecção do número de erros, e mensuração de documentos.

Faça como mais de 56 mil profissionais e assine a nossa newsletter!

A segunda etapa do projeto compreende a ativação do TDF e do DP – Fisc 4.0 no SAP, para possibilitar o atendimento a todas as obrigatoriedades fiscais. Além da adoção do robô Alfredo que irá automatizar processos repetitivos e, com isso, colaborar para a migração de colaboradores para atividades mais analíticas.

“Estamos passando por uma mudança cultural em nossa área fiscal e, de certa forma, nos desafiando a sair de um cenário operacional para controlar melhor as informações que geramos com foco em resultados.”, afirmou Marta Lima, gerente tributária da Pfizer. 

Postado por Redação em 12/09/2019 em Mercado