Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Atacadista distribuidor otimiza processos logísticos com ferramenta de gerenciamento de armazéns

Postado por Redação em 23/11/2020 em Mercado

Grupo Rio Vermelho reduziu 30% do tempo no processo logístico com WMS da onBlox

Antes da adoção do WMS, o atacadista realizava os processos logísticos manualmente. A separação dos produtos era feita sem automação, com a emissão de um relatório impresso.

Diante da alta demanda e dinamicidade do dia a dia, o Grupo Rio Vermelho, considerado um dos dez maiores atacadistas distribuidores do Brasil,  com 22 mil clientes em seis estados, sentiu a necessidade de otimizar seus processos logísticos para reduzir os erros e o tempo de execução das atividades.

Para apoiar este gerenciamento, o Rio Vermelho adotou o WMS (Warehouse Management System), da onBlox, empresa do Grupo Máxima que atende a cadeia de abastecimento brasileira e é responsável por automatizar e controlar os processos logísticos, da expedição à entrega.

A escolha se deu em razão da proposta diferenciada do onBlox, que disponibiliza uma plataforma para ser implementada em fases. Isso possibilitou que o Grupo Rio Vermelho adquirisse cada parte da solução de acordo com as suas necessidades.

Luciano Teles, controller da Rio Vermelho, explicou que além dessa vantagem, a solução WMS da onBlox é disponibilizada na nuvem, fato que livra a operação de manter uma infraestrutura interna dedicada para rodar o software.

Antes da adoção do WMS, o atacadista realizava os processos logísticos manualmente. A separação dos produtos era feita sem automação, com a emissão de um relatório impresso. 

Atualmente, isso é executado com celulares, que otimizam toda a atividade com a funcionalidade de voice picking dentro da própria aplicação da onBlox, que executa a separação de mercadorias por comando de voz, para gerar maior ganho de tempo e redução de erros durante a etapa logística.

Outra mudança promovida pela solução da onBlox envolve a entrada das mercadorias no Centro de Distribuição. Sem um software logístico, a conferência dos produtos era realizada no momento da entrada no box. Com o WMS, isso passou a ser feito de maneira otimizada, ou seja, os itens podem ser recebidos e armazenados na mesma etapa, o que permite rastrear o processo e evitar a divergências de produtos.

“Um gestor consegue enxergar a operação e os problemas em tempo real, além de obter indicadores de performance da equipe. A qualquer momento é possível saber como está o Centro de Distribuição e sua ocupação, o que tem de ociosidade e quais produtos estão próximos do vencimento, por exemplo”, afirmou Luciano Teles, controller do Grupo..

Por conta da facilidade atribuída à etapa de recebimento das mercadorias, que passou a realizar duas fases em um só momento, o Grupo Rio Vermelho informou uma redução nos gastos com papel. Além disso, outra mudança apostanda pela companhia foi a redução da equipe de recebimento, sendo necessário apenas 50% do time após os novos procedimentos, direcionando as pessoas para atividades mais estratégicas. Outro benefício está no ganho de confiabilidade e agilidade nos processos, que resultou no corte de cerca de 30% do tempo de execução das atividades.

 “A adoção de um software logístico aprimora as estratégias, que se tornam mais assertivas, melhorando a produtividade da equipe, reduzindo custos e erros”, complementou Fabrício Santos, diretor executivo da onBlox e especialista em logística há 20 anos.

 

Postado por Redação em 23/11/2020 em Mercado