Marco Vonzodas Portal ERP

Parceira SAP e referência como consultoria em software de gestão empresarial, a Okser é liderada pelo CEO Marco Vonzodas, com quem o Portal ERP realizou a entrevista deste mês. Acompanhe:

Conte-nos um pouco sobre a história da Okser.

A Okser é uma consultoria de negócios que oferece soluções integradas para a gestão empresarial com foco nas empresas em desenvolvimento. Como parceira da SAP, líder de mercado no ramo de softwares e aplicativos empresariais, tem como objetivo simplificar a vida de seus clientes, tornando seus processos mais ágeis e eficientes, acompanhando o crescimento de forma responsável. Conta com escritórios nas cidades de São Paulo e Campinas, atuando em todo território nacional.  

Quais os segmentos atendidos pela Okser?

Com soluções que se adaptam ao modelo de cada negócio, a Okser possui expertise nos segmentos de Agronegócio, Distribuição, Indústria, Gestão de Projetos, Gestão de Obras, Engenharia, Serviços e Varejo.

Fale-nos um pouco sobre cada solução do portfólio oferecido pela empresa.

A Okser trabalha com o SAP Business One, que é o software de Gestão Empresarial (ERP) da SAP destinado às empresas em crescimento. A “base” do SAP Business One já endereça com bastante aderência à maioria dos processos de negócio encontrados em empresas das verticais de Distribuição, Indústria e Serviços.

Para empresas que estão nas verticais de Gestão de Projetos, Obras, e Engenharia, a Okser conta com a solução Mariproject, que trabalha “dentro” do SAP Business One para endereçar os processos específicos dessas verticais (tais como planejamento de recursos, apontamento de horas e itens, controle de reembolso de despesas, cronograma do projeto, entre outros). Com o Mariproject, a Okser conseguiu unificar dois universos que, historicamente, sempre foram tratados de forma muito separadas: A área operacional dessas empresas com o backoffice. Os benefícios que essa união traz para as nossas clientes são inúmeros: Mais agilidade no faturamento de projetos, maior controle das despesas, cálculo das margens de projeto considerando todos os custos decorrentes (inclusive os custos de pré-venda dos projetos), entre tantos outros. Unificar esses dois “mundos”, por assim dizer, provoca o que chamamos aqui de “revolução silenciosa”, já que praticamente são eliminadas todas as eventuais fontes de desperdício de energia decorrentes de se ter que controlar os processos operacionais de forma destacada da operação de base dos escritórios (“backoffice”).

Um outro ponto de grande destaque é que as nossas soluções usam como plataforma o SAP HANA, que conseguiu trazer a parte analítica para dentro da camada operacional. Essa chamada “camada analítica”, que é comumente denominada “BI” (ou “Business Inteligence”), por manipular uma grande quantidade de informações (que podem resumir anos, ou até mesmo décadas de informações das empresas), tipicamente é endereçada em soluções distintas do ERP, já que havia até então o inevitável impacto negativo na performance dos sistemas operacionais pela grande quantidade de capacidade computacional que os sistemas de BI exigem das máquinas servidoras.

Com o SAP Business One on HANA, essa limitação deixou de existir. Isso traz uma verdadeira revolução digital para os nossos clientes. Por exemplo: Um usuário que esteja inserindo uma cotação de vendas para um determinado cliente pode, em tempo real, analisar o padrão de consumo deste cliente para os produtos que ele consumiu durante toda a história deste cliente com a sua empresa, sem que o volume de negócios cause qualquer impacto na velocidade de resposta do sistema. Isso pode ser feito no tempo de uma ligação telefônica. É o que chamamos aqui de sistema “real time”!

Otimize o uso do seu ERP agora!

A fatia de pequenas e médias empresas no Brasil representa hoje o maior cenário de oportunidades para as fornecedoras de software de gestão. Por outro lado, esta fatia apresenta uma série de características muito particulares, com aplicações e usabilidade muito segmentadas, e com um perfil de gestão que vai do tradicional ao completamente alinhado com as últimas tendências tecnológicas. Como um representante em vendas e implantação da solução SAP Business One, como a Okser tem se posicionado nesse cenário?

Você tem toda a razão: As empresas em crescimento têm provocado verdadeiras revoluções disruptivas no mercado empresarial, em sua busca para se tornarem (e permanecerem) relevantes para o seu público consumidor. Por consequência, os modelos de negócio dessas empresas requerem, com frequência, soluções inovadoras. Além disso, essas empresas possuem uma capacidade de investimento bem mais limitada, se compararmos com as estruturas maiores de grandes empresas. Isso significa que elas precisam, de fato, fazer muito mais com menos. O controle dos recursos que essas empresas dispõem requer um nível bastante alto de assertividade, além do senso de imediatismo que é inerente aos seus negócios. A gente aqui na Okser sempre diz que não é maior peixe que chega na comida primeiro; é o mais rápido. E este aspecto, essa necessidade (que nem sempre as empresas em crescimento se dão conta de que precisam disso), é um dos focos da Okser: Prover para as nossas cliente com informações acerca do negócio delas. Informações confiáveis, na medida, e principalmente rápidas. Por exemplo: Um cliente Okser consegue emitir um DRE com informações do seu negócio até o último lançamento efetuado no sistema. Isso faz muita diferença para uma pequena empresa.

A busca por excelência, tanto no atendimento como no suporte pós-venda, é hoje ponto fundamental de competitividade para qualquer empresa de qualquer setor, sobretudo em Tecnologia da Informação. Como a Okser tem tratado este assunto? 

Este é um aspecto muito importante para nós aqui da Okser. Nosso foco é no cliente, sempre. Estamos no mercado desde a chegada do SAP Business One no Brasil, e o nosso índice de clientes que migram para outras empresas parceiras da SAP ou deixam de usar os nossos serviços é a menor do mercado Brasileiro. Em função disso, recentemente a Okser foi premiada pela SAP como sendo a empresa parceira como o maior nível de fidelidade de clientes entre todas as empresas parceiras da América Latina. Para nós, o suporte para a nossa base de clientes é o que consideramos de mais importante em nosso modelo de negócios que propomos ao mercado brasileiro, e levamos isso muito a sério.

Se avaliarmos o período desde que a Okser foi criada até hoje, é correto dizermos que a essência da necessidade não mudou, ou seja, o cliente continua precisando de uma solução para automatizar seus processos? O que mudou? 

Essa é uma ótima pergunta. A essência da necessidade, por assim dizer, realmente não mudou. Qualquer estrutura jurídica sempre vai precisar de algum nível de automação. Mas temos algumas mudanças muito relevantes em nosso mercado, e creio que eu posso me arriscar a dividir essas mudanças em duas grandes categorias:  

A primeira categoria afeta o mundo todo, e está relacionada com o que temos chamado de “Transformação Digital” (ou Indústria 4.0, ou “Internet das Coisas”). Não chegam a ser sinônimos para um só conceito, mas estão intimamente relacionados. Nós chamamos comumente de “Transformação Digital” o que tem sido observado como uma consequência da evolução das tecnologias atuais: Essa evolução tecnológica tem permitido criar novos negócios, revolucionando vários mercados (transporte, turismo e hotelaria, consumo de músicas e vídeos, são alguns dos exemplos mais notórios), e tem também dizimado indústrias inteiras (e isso já não é de hoje, na verdade). 

A segunda categoria está relacionada com o nosso mercado: BRASIL. Mais especificamente, sobre as obrigações fiscais que as empresas brasileiras precisam atender para permanecerem habilitadas a fazerem negócio em nosso território. A quantidade de informações que uma empresa típica precisa reportar para os órgãos fiscalizadores (federal, estaduais e municipais) aumentou de forma exponencial nos últimos anos. São milhares de informações relacionadas com o negócio das empresas que precisam ser reportadas em diversos arquivos digitais. Milhares, literalmente. Simplesmente não é sustentável para uma empresa permanecer com um software de gestão empresarial que esteja “ilhado”, com as informações fiscais sendo manipuladas em outros sistemas (do escritório de contabilidade, por exemplo). Atualmente, qualquer empresa que esteja com o seu faturamento anual na casa dos 7 dígitos precisa ter em conta que um software de gestão empresarial deve ser parte vital do seu plano estratégico. 

A transformação digital é um conceito inevitável. Outros conceitos como Mobile, Cloud, Big Data, Omnichannel, UX, AI, já permeiam hoje o desenvolvimento de qualquer ferramenta de gestão. Mas não é só isso.  Em sua opinião, que características deverá possuir um software de gestão para ser considerado competitivo daqui a 05 anos? 

Essa pergunta é bastante interessante porque está em linha com o comportamento da nossa principal representada.

A SAP já imagina isso em seus produtos e soluções que são disponibilizados para o mercado: "O que a nossa cliente precisará para prosseguir relevante no mercado daqui a 5 anos?”. A SAP faz essa pergunta, e a resposta vem de um volume anual sem paralelo de investimentos pesquisa e desenvolvimento idealizados para, por falta de uma expressão melhor, “imaginar o futuro”. 

A consequência é um conjunto de soluções verdadeiramente disruptivas e inovadoras. Eu mencionei aqui nessa entrevista a plataforma HANA, para ficarmos apenas em um exemplo. Unir o mundo transacional com o mundo analítico é um feito que não encontra similares no mercado global. Em grande resumo, uma empresa consegue nortear centenas de decisões que ocorrem no dia-a-dia do seu negócio com base em avaliações analíticas que consideram enormes quantidades de dados. No exemplo anterior que eu dei, sobre um usuário ter acesso ao padrão de consumo que um cliente seu demonstra enquanto insere uma cotação de preços, pode permitir a esse mesmo usuário que estabeleça critérios diferenciados de desconto, seja para estimular que cliente consuma produtos que ele normalmente não consome, ou mesmo para evitar o desconto desnecessário, para o cliente que já reconhece valor no seu produto ou serviço e não esteja comprando com base no menor preço, mas com base nessa percepção de valor que a empresa conseguiu construir ao longo da relação com seu cliente. Isso é disruptivo, inovador, e traz um valor real para a empresa que usa SAP. E o que é melhor: Está ao alcance de uma empresa pequena ou média (ou, como gostamos de dizer: Empresa em Crescimento).

Fonte: Editorial

Faça como mais de 54 mil profissionais e assine a nossa newsletter!



Cadastre seu e-mail * e receba nossa newsletter

iX Tecnologia e Educação Ltda. Todos os direitos reservados. Powered by por Oibê.