Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Adaptive Tecnologia da Informação Ltda

A Adaptive é uma empresa de tecnologia, com mais de 15 anos no mercado, que desenvolve softwares de automação comercial que atendem por completo a gestão integrada dos processos operacionais, gerenciais e estratégicos dos segmentos de postos de combustíveis, lojas de conveniência e varejo alimentício em geral. Nosso principal objetivo é tornar mais rentáveis os negócios de nossos clientes, por meio de relações comerciais de confiança e respeito.

Tel.: (61) 3247 Ver tel. completo

Cel.: (34) 9994 Ver cel. completo

Cel.: (34) 2589 Ver cel. completo

Mais informações

E-commerce do zero: 5 passos para começar a sua loja virtual!

O ano de 2020 forçou uma tendência já bastante presente no mercado de compras: as vendas on-line. Com isso, muitos empresários precisaram implantar o e-commerce do zero para garantir a continuidade de seus negócios. Se este ainda não é o seu caso, você pode, e deve, começar agora. Neste post, vamos apresentar os 5 passos para uma operação on-line. 

Segundo o estudo Webshopers 42ª edição, da Ebit/Nielsen feita em parceria com a Elo, houve um aumento de 39% de pedidos via e-commerce em relação ao mesmo período de 2019, e 40% a mais de consumidores. 

E tem mais! De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), as vendas médias no varejo tradicional por habitante sofreram queda de 9%, enquanto o comércio eletrônico cresceu 17%, do fechamento de 2019 ao fim de junho de 2020 no estado de São Paulo.

Pode parecer desafiador começar o e-commerce do zero, mas com um cuidado atento aos detalhes, o sucesso pode acontecer com mais facilidade e até mesmo com menos custo. 

 

Como iniciar um e-commerce do zero: planejamento

Pense em implantar um e-commerce do zero com a mesma seriedade e comprometimento do que abrir uma filial da empresa. É preciso definir custos, metas, equipe especializada e público-alvo. 

Planejar é sempre o primeiro passo. Entenda como o seu produto pode ser vendido em um ambiente on-line e quem irá optar por comprá-lo dessa forma. Se você possui uma loja física, saiba que muitas vezes o público não é o mesmo. 

Além de “o que” e “para quem”, defina também os seus fornecedores. Esta etapa consiste em escolher o parceiro que irá prover seus produtos antes de você vendê-los aos seus clientes, até os parceiros de tecnologia, como os canais que serão utilizados para a venda on-line e sistema de integração ERP. 

Assim, as principais etapas para o planejamento de começar um e-commerce do zero podem ser divididas em produto, público-alvo (persona) e definição de fornecedores. 

1. Conhecimento do mercado on-line 

Para os negócios que querem implantar o e-commerce do zero, o segundo passo é entender todas as características específicas do e-commerce, que é um mercado dinâmico, com diferentes exigências e soluções tecnológicas. 

O ambiente virtual é vasto, e há muitas opções de compra para o consumidor. O cliente do e-commerce está a apenas um clique de distância de diversos concorrentes que vendem as mesmas mercadorias. 

Por isso, tenha o conhecimento de todos os processos envolvidos na pré-venda, venda e pós-venda. Falaremos um pouco de cada um deles a seguir:

  • Pré-venda: este passo inclui algumas das mais importantes etapas para começar um e-commerce do zero, como o cadastro de produtos, formação de preço e gestão estratégica do estoque. É o momento para estabelecer todos os processos que levarão o consumidor para a venda. 
  • Venda: depois que a venda tão esperada aconteceu, ainda é preciso conciliar a gestão de pedidos, faturamento e atendimento ao consumidor. Nesse momento, destacamos a importância de um bom software ERP para que seus processos possam ocorrer sem maiores problemas. 
  • Pós-venda: produto vendido! Agora, o que fazer? Esta etapa da operação inclui instituir a logística de entrega, políticas de troca e devolução, atualização do estoque e dos pedidos e um atendimento ao cliente eficiente. Afinal, a operação de e-commerce não acaba quando a venda foi realizada. Por isso, além dos pontos destacados acima, é importante considerar o marketing do pós-venda.

Você não quer que um consumidor visite sua loja apenas uma vez, certo? A etapa do pós-venda aumenta as chances de que aquele cliente irá recorrer ao seu e-commerce sempre que for realizar uma nova compra. 

2. Atendimento ao cliente

Em todas as etapas de venda, o cliente poderá sentir necessidade de entrar em contato com você para mais informações. 

Por isso, é importante oferecer esse apoio para que ele se sinta seguro para seguir em frente, ou até mesmo quando desistir de uma compra. 

Lembre-se que há diferentes canais de contato entre o cliente e a loja. Redes sociais, e-mail, telefone, marketplace... esteja preparado para todas essas formas de relacionamento. 

Dessa forma, o cliente pode tanto concluir uma compra, como gostar do seu atendimento e voltar em próximas oportunidades.

3. Equipe especializada

Muitos empresários querem usar a própria equipe da operação física para fazer a operação on-line. Mas, essa equipe tem tempo e conhecimento para começar um e-commerce do zero?

Sem os profissionais corretos, o risco aumenta muito. É preciso trabalhar com um time dedicado e especializado para atuar nesse mercado. 

4. Divulgação

Uma loja on-line sem divulgação é o mesmo que abrir uma loja física em um local afastado e sem movimento. 

Se não existe tráfego de pessoas visitando sua loja, ela não vai vender, por melhor que ela seja. Por isso, o planejamento de divulgação com ferramentas de marketing é essencial, seja internamente ou contratando uma agência especializada.

As opções incluem marketing de conteúdo, anúncios pagos e até mesmo considerar estar em uma plataforma de marketplace, que são como shopping centers on-line, com um alto tráfego de consumidores. 

5. Parceiros de tecnologia para começar o e-commerce do zero

A escolha dos parceiros de tecnologia, principalmente para os negócios que vão iniciar o e-commerce do zero, é imprescindível, pois eles vão agilizar etapas técnicas da operação. 

Além da plataforma utilizada para a venda, ou seja, a loja on-line ou o marketplace, a integração do e-commerce com um ERP facilita o processo, além de auxiliar na diminuição de custos, já que muitas etapas poderão ser automatizadas. 

Entre as principais ferramentas que um ERP pode trazer, estão:

  • Movimentação de faturamento; 
  • Processo de separação do produto;
  • Diminuição de custos com equipe;
  • Acompanhamento das atividades gerenciais e operacionais;
  • Grande facilitador no cadastro de produtos;
  • Emissão de notas e outras obrigações fiscais;
  • Controle de estoque com precisão;
  • Monitoramento de análise dos KPIs.

Que tal se aprofundar no assunto?

A essa altura, deu para perceber que são muitos os detalhes para iniciar uma operação de e-commerce do zero. Mas, seguindo os passos certos e com os parceiros ideais, você poderá continuar com mais confiança e aumentar as chances de sucesso. 

Por isso, preparamos o kit Primeiro E-commerce a partir do qual você poderá entender, de forma detalhada, todos os processos envolvidos na abertura e gestão de uma loja virtual.


Nesse conteúdo, mostramos todos os tópicos relacionados às etapas de venda de uma operação on-line. Adquira agora o seu kit!