Alberto Menache LINX PortalERPAlberto Menache da LINX é o entrevistado do mês no Portal ERP.

Fale-nos um pouco sobre a história da Linx.

Em 2015, a Linx completa 30 anos como especialista em software de gestão (ERP e POS) para os mais diversos segmentos do setor varejista e consolida a posição como líder no fornecimento de software de gestão empresarial no varejo, sustentada por uma cultura que acolhe novos conhecimentos, identidades, experiências e valores.

A Linx cresce de maneira consistente, com um modelo de negócios de Software como serviço – o cliente paga quando utilizar – o que faz com que a empresa tenha uma receita recorrente e fidelidade dos clientes (o índice de renovação de contratos é de 99%). De acordo com o IDC, a empresa respondeu no ano passado por 35,5% da participação no setor.

A companhia também está atenta as necessidades do mercado, como e-commerce e Big Data, um exemplo disso são as aquisições realizadas no começo de setembro das empresas Chaordic e Neemu, líderes em personalização da experiência de compra online e foco em ferramentas de busca e recomendação para e-commerce.

Quais os segmentos de varejo atendidos hoje pela empresa?

A empresa conta com soluções customizadas em software e serviços que atendem a todo o ciclo de negócio do varejista, independentemente de seu segmento. A companhia atua nos mais diversas verticais do varejo, como vestuário, calçados, food service, farmácias, varejo se serviços, postos de combustíveis e lojas de conveniência, concessionárias, e-commerce, supermercados, home centers, óticas, eletroeletrônicos e eletrodomésticos, livrarias, entre outros.

Para atender a todos esses segmentos, qual o portfólio de produtos e soluções oferecidos pela empresa?

A Linx oferece soluções de software que vão da gestão empresarial (ERP) a automação comercial completa (POS), integrado com meios de pagamento, (NF-e, NFC-e e CRM,) e-commerce, mobilidade, entre outros produtos. As soluções são vendidas prioritariamente em nuvem (cloud) e em alguns casos podem ser instaladas no cliente, atualmente 45% de nossa receita recorrente é proveniente de softwares que são entregues em nuvem.

A Linx especializou-se em oferecer soluções voltadas ao varejo que vão desde o POS até o ERP.  Quais os desafios para implementar e tornar este processo robusto e confiável em um país com características de legislação e infraestrutura de TI como o Brasil?

A companhia mantém times focados para analisar as legislações municipais, estaduais e federais, aplicadas a cada perfil de clientes que atende. Por conta da infraestrutura precária de TI que o Brasil possui, a companhia optou por oferecer soluções em nuvem para os clientes, tirando a preocupação com manutenção e verificações periódicas em estruturas físicas.

São poucos os setores que permitem explorar tão bem a experience sense do consumidor final como o varejo. Sendo assim, a utilização da tecnologia para potencializar estas informações é um caminho inevitável. Como a empresa tem trabalhado o conceito de Omni Channel?

A Linx vem trabalhando com o conceito de Omni Channel desde 2013, inovando e trazendo soluções mais modernas para seus clientes. Este mês foram disponibilizados para os clientes novos produtos de mobilidade que visam diminuir a ruptura de vendas e tornar a experiência de compra única para o consumidor final.

Entre os produtos oferecidos, podemos destacar três que são voltados para o segmento de Moda, Linx Mobile Checkout, Linx Fast Pass e Linx Showroomer, todos oferecidos em nuvem (cloud). Com essas soluções é possível que o consumidor pague pelas compras em qualquer parte do estabelecimento e compre produtos da loja virtual de dentro da loja física.

É relativamente comum e cada vez mais habitual dentro do mercado de TI a estratégia de fusão ou aquisição de empresas, seja com o objetivo de aumentar a participação em determinado mercado, ou adicionar tecnologia ao portfólio já existente. Quanto mais dinâmico for o setor, mais isto acontece. Neste aspecto, como a Linx avalia o atual cenário do mercado brasileiro de softwares para varejo?

A empresa continua com um pipeline robusto de aquisições, analisando e se interessando por empresas que tenham um modelo de negócios robusto com alinhamento estratégico semelhante ao da Linx. Desde 2008 já foram realizadas 21 aquisições bem-sucedidas.

A estratégia de aquisições inclui três pilares: busca de novas verticais ou reforço das verticais que já atuamos; expansão geográfica e aquisição de novas tecnologias que complementem o portfólio da Linx.

Como você enxerga todo o processo de automação comercial, no que tange a software, daqui a 10 anos?

Nos dias de hoje a necessidade de conhecer o consumidor é cada dia maior e a tecnologia tem papel fundamental nisso, seja no ponto de venda (com um bom CRM) ou em compras online. Por conta disso, a Linx oferece soluções que fazem com que nossos clientes entendam seus consumidores e tornem a experiência de compra única e personalizada.

Fonte: Editorial



Cadastre seu e-mail * e receba nossa newsletter

iX Tecnologia e Educação Ltda. Todos os direitos reservados. Powered by por Oibê.