Ladmir Carvalho001

O Portal ERP este mês entrevista o sócio-proprietário da Alterdata, Ladmir Carvalho (foto).

Fale-nos um pouco sobre a história da ALTERDATA.

A Alterdata é um desenvolvedora de software nascida em 1989 em Petrópolis/RJ, hoje com sede em Teresópolis/RJ.  Uma empresa com dois sócios, Ladmir Carvalho e José Ronaldo da Costa, ambos programadores de computador nascidos na região serrana do estado do Rio.

Em 2014 a empresa completa 25 anos, momento que conseguiu atingir a marca de estar entre as maiores empresas de tecnologia do pais, com mais de 1.000 funcionários, cerca de 30.000 clientes e aproximadamente 75 bases no Brasil, tendo sido classificada algumas vezes entre as Melhores Empresas para se Trabalhar do País. Estamos crescendo cerca de 30% ao ano por 20 anos seguidos.  Está completamente focada nas médias e pequenas empresas, onde mantém a sua grande força de trabalho e atuação. 

A empresa atende hoje a vários mercados. Quais são eles?

A empresa possui produtos para Escritórios de Contabilidade, Comércios, Indústrias, Prestadores de Serviço e Imobiliárias.

Quais os produtos /soluções oferecidos pela empresa?

A Alterdata possui hoje um portifólio completo de soluções que atendem de maneira efetiva todos os segmentos em que atuamos.

Em que consiste a solução Conexus?

O Conexus é um dos mais importantes projetos da empresa, uma vez que é um ERP, sistemas de gestão integrada, para médias empresas.  Um software bastante completo, integrado e simples de ser utilizado para aquelas empresas que querem ganhar mais produtividade e rastreabilidade.  Com painéis gráficos de indicadores de performance deixa tudo nas mãos do empresário de forma fácil e rápida.

O mercado de varejo é altamente competitivo e diversificado.  Quais os desafios que a empresa enfrentou para se tornar uma das referências como fornecedor para esta vertical em um país com caracteristicas de legislação e infraestrutura de TI como o Brasil?

A empresa nasceu fazendo software tributários e legais, isso deu uma experiência que ficou mais fácil lidar com a complexidade atual.  Todos os sistemas da Alterdata possuem forte conceito tributário, o que vem sendo um grande diferencial, uma vez que as empresas precisam estar muito mais corretas do que no passado, ou seja, tudo precisa estar mais integrado a contabilidade e escrita fiscal.  O maior desafio que a Alterdata enfrentou ao longo de sua vida, foi ter aplicativos que atendem a legislação do país inteiro, com todas os detalhes dos tributos estaduais e municipais, tornando-se uma referência em software de gestão empresarial preparado para qualquer local do país.

O que motivou a empresa a criar a UCA?

A Alterdata tem poucas ameaças para continuar crescendo, e uma delas é o nível de conhecimento da sua equipe. Sendo assim a UCA tem como principal finalidade ser uma grande geradora de conhecimento para os colaboradores da Alterdata.  Porém, a UCA tem uma finalidade secundária que é capacitar o mercado de Teresópolis, para garimpar talentos que possam estar escondidos na sociedade, ajudando as pessoas que precisam brilhar.

Em um cenário de acesso livre e global  a informação, altamente competitivo em todas as etapas da cadeia , ou seja , do fornecedor ao produto final, o atendimento eficiente tornou-se cada vez mais essencial como ferramenta de fidelização do cliente. Como a Alterdata tem se comportado frente a este cenário?

Desde a fundação da Alterdata nós acreditamos seriamente que o cliente precisa estar no centro do negócio, e por isso todos os sistemas foram sendo preparados com esta filosofia.  Acreditamos nos sistemas que fabricamos e na forma de administrar a Alterdata, tanto que o maior número de indicadores de performance está no atendimento e no monitoramento da cadeia completa de clientes.  Para nós, o mais importante é manter o cliente feliz. Acreditamos que as vendas aconteçam baseadas no sucesso do atendimento, e isso vem se mostrando correto em função da curva de crescimento da empresa, algo perto de 30% ao ano por 20 anos seguidos.

Como você enxerga a indústria nacional de softwares de gestão  empresarial daqui a 10 anos?

Acredito que daqui a 10 anos haverão poucas empresas de software de gestão, está havendo neste mercado uma concentração de empresas, nascendo grandes conglomerados.  Empresas pequenas, que possuam até 30 funcionários, tendem a se unir a grupos maiores, que têm mais condições de criar todo o ecossistema necessário para manter os clientes sempre bem atendidos, com a velocidade na evolução tecnológica que hoje é necessária.

 

Fonte : Redação Portal ERP



Cadastre seu e-mail * e receba nossa newsletter

iX Tecnologia e Educação Ltda. Todos os direitos reservados. Powered by por Oibê.