Como funcionam os softwares de gestão integrados à nuvem?

Postado por em em Artigos
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Acessos: 159
  • Increver-se para receber atualizações

erpnuvem artigo portalerp 2378914A nuvem chegou de forma quase imperceptível, com informações hospedadas em servidores online e acessadas de qualquer dispositivo online

A nuvem se tornou uma das opções mais usadas em função da escalabilidade e segurança. De certa forma, ela entrou na vida das pessoas – e das empresas – sem perceber.

E, quando foi dado conta, os serviços online para enviar e-mails, editar documentos, ver filmes, armazenar arquivos, entre outras possibilidades, eram usados por todos.

Assim como na vida pessoal, essas funcionalidades foram se integrando ao universo corporativo. Mas como, de fato, funcionam os softwares de gestão integrados à nuvem? O principal objetivo por trás dessa tecnologia está em garantir o armazenamento das informações e o acesso rápido de qualquer dispositivo conectado à internet. Ou seja, os dados são hospedados em um servidor e podem ser acessados de qualquer lugar.

Os sistemas de gestão modernos, aumentam o grau de integração das empresas, tornando os serviços mais eficazes e eliminando os gargalos operacionais. Seu propósito está em fomentar um ambiente corporativo mais integrado, gerar o compartilhamento de informações e reduzir erros e conflitos entre as áreas.

Estima-se que esse mercado deva movimentar – apenas para empresas de médio porte – US$ 6,6 bilhões em 2017. Até 2020, a expectativa é que se atinja US$ 63 bilhões nesta área. Outro benefício está no fato de que as companhias que usam essas ferramentas crescem 26% mais rápido do que seus concorrentes, segundo dados da Deloitte.

Escalabilidade

Quando a empresa cresce, a infraestrutura existente pode não ser capaz de suportar a demanda de dados, já que o controle de estoque, o histórico de clientes, de vendas, as transações financeiras vão aumentar de volume. Nesse sentido, a nuvem é uma solução eficiente, capaz de eliminar os problemas vividos por muitas empresas e, ao mesmo tempo, garantindo mais performance para o negócio.

Sempre que houver necessidade, a empresa pode ampliar o processamento, a capacidade de armazenamento, mantendo a segurança das informações e focando na performance do negócio. Outro benefício está na fácil gestão do controle de acesso, garantindo a entrada apenas a alguns colaboradores.

E a segurança?

Como as informações estão na nuvem, há uma preocupação especial com o quesito segurança, visto que, de certa forma, as informações são acessíveis via internet. Nesse contexto, é possível estabelecer critérios específicos de segurança, como sistemas de criptografia e uma autenticação de dois fatores (quando, além da senha, o usuário precisa ter configurado um dispositivo para ter acesso aos dados). Veja outras vantagens neste artigo.

Avalie esta postagem:
0

David Pereira é VP de Product Engineering na Sage Brasil.


Formado em Processamento de Dados pelo Mackenzie, com especialização em Administração de Empresas pela FGV-SP e Executive MBA pela BSP/Universidade de Toronto, David Pereira é atualmente VP de Product Engineering na Sage Brasil. Dentro dos seus mais de 20 anos de experiência em cargos executivos, possui projetos premiados de implementação de ERP e e-business, planejamento estratégico, governança de TI e melhoria de processos utilizando boas práticas. Certificado em ITIL, COBIT e ISO 20.000, tem projetos nos EUA, Europa, México e países da América Latina.

  • Nenhum comentário encontrado

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 Restrição de Caracter
Seu texto deve ter mais de 10 caracteres
Seus componente estão sujeitos a moderação do administrador.

Cadastre seu e-mail * e receba nossa newsletter

iX Tecnologia e Educação Ltda. Todos os direitos reservados. Powered by por Oibê.